Páginas


(clique abaixo para ouvir a música)

LITURGIA DIÁRIA

LITURGIA DIÁRIA - REFLEXÕES E COMENTÁRIOS

Diário de Sábado 07/05/2016


Sábado, 07 de maio de 2016


“Não existe o esquecimento total: as pegadas impressas na alma são indestrutíveis.” (Thomas de Quincey)



EVANGELHO DE HOJE
Jo 16,23b-28

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.­
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo João.
— Glória a vós, Senhor!


Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 23b“Em verdade, em verdade vos digo: se pedirdes ao Pai alguma coisa em meu nome, ele vo-la dará. 24Até agora nada pedistes em meu nome; pedi, e recebereis; para que a vossa alegria seja completa.
25Disse-vos estas coisas em linguagem figurativa. Vem a hora em que não vos falarei mais em figuras, mas claramente vos falarei do Pai. 26Naquele dia pedireis em meu nome, e não vos digo que vou pedir ao Pai por vós, 27pois o próprio Pai vos ama, porque vós me amastes e acreditastes que eu vim da parte de Deus. 28Eu saí do Pai e vim ao mundo; e novamente parto do mundo e vou para o Pai”.
www.paulinas.org.br/diafeliz


Palavra da Salvação
Glória a vós Senhor








MEDITANDO O EVANGELHO
Alexandre Soledade

O Pai vos ama, porque vós me amastes e acreditastes.
Neste Evangelho, Jesus expõe as consequências da sua união com o Deus Pai: Há um círculo de amor que se estabelece entre o Pai, Jesus, o Espírito Santo, os discípulos, e estes si. Essa intimidade e essa comunhão tem duas consequências práticas: a nossa oração é ouvida e o nosso conhecimento de Deus aumenta. São privilégios que o discípulo fiel de Jesus desfruta.
“Se pedirdes ao Pai alguma coisa em meu nome, ele vo-la dará... Pedi, e recebereis, para que a vossa alegria seja completa.” Através do Espírito Santo, nós estamos incorporados em Cristo, que é um com o Pai. Portanto, a nossa prece tem a força de Cristo.
Os discípulos não podiam alcançar essa união profunda com Cristo enquanto não recebessem o dom do Espírito Santo, que Jesus lhes enviou depois de sua subida ao céu. Por isso que Jesus fala: “Até agora nada pedistes em meu nome”.
“Para que a vossa alegria seja completa.” Alegria completa nós só teremos no céu. Portanto, a nossa oração está voltada principalmente para a nossa salvação e a de nossos irmãos e irmãs.
A eficácia da oração do cristão depende da sua união com Cristo. “Se alguém me ama, guardará a minha palavra; meu Pai o amará, e nós viremos e faremos nele a nossa morada. Quem não me ama, não guarda as minhas palavras” (Jo 14,23-24).
O Pai vos ama, porque vós me amastes e acreditastes. A nossa união com Jesus, faz com que o Pai nos ame com o amor que tem a Jesus. Por isso ele nos atende, mesmo se lhe pedirmos diretamente, sem a mediação de Jesus. E a oração dos discípulos de Cristo é também a própria oração de Cristo, que com eles está intimamente unido. Por isso que na Missa nós rezamos: “Por Cristo, com Cristo e em Cristo, a vós, Deus Pai todo poderoso, na unidade com o Espírito Santo, toda honra e toda glória, agora e para sempre”.
“Vem a hora em que não vos falarei mais em figuras, mas claramente vos falarei do Pai.” Essa comunicação clara de Jesus aos discípulos começou no dia de Pentecostes e terá a sua plenitude no céu. É a consequência do dom da filiação divina, que Cristo nos deu. Entre pai e filho a conversa é franca, aberta e natural. “Agora nós vemos num espelho, confusamente; mas, então, veremos face a face. Agora, conheço apenas em parte; mas, então, conhecerei completamente” (1Cor 13,12).
Certa vez, uma família resolveu fazer uma festa para celebrar as bodas de prata do casal. Primeiro participaram da Santa Missa e depois ofereceram um churrasco para os parentes, amigos e vizinhos. Quando a carne estava pronta, o filho mais velho desligou o som e convidou todos a uma oração. Mas um rapaz, filho de uma família vizinha, não rezou. Não só não rezou, mas resolveu debochar. Depois que terminou a reza, ele disse: “Acho que eu fui o único que não rezei”. Uma velhinha que estava perto ouviu e não deixou por menos. Ela falou: “Não! Não foi só você que não rezou!” E, apontando para dois gatos e um cachorro, disse: “Eles também não rezaram”.
O rapaz quis dar uma de bonito e saiu-se mal. “Pedi, e recebereis”. A festa do amor que circula entre Deus Pai, Cristo, o Espírito Santo, nós e os nossos irmãos e irmãs, é maior e mais bonita que qualquer festa terrena. Mas essa festa só é possível se rezarmos, e muito. Que o nosso bom Deus nos ilumine e dê forças para, como esta senhora, enfrentar as ondas do mal, de forma criativa e certeira.
Em todos nós esse conhecimento das coisas divinas é, em parte, antecipado, a partir do nosso batismo. Em Maria, essa antecipação foi tão generosa da parte de Deus, que ela foi em corpo e alma para a visão beatífica.
O Pai vos ama, porque vós me amastes e acreditastes.








CASA, LAR E FAMÍLIA

Aproveitar sobras de batatas descascadas

Por vezes distraidamente descascamos batatas a mais e depois acabamos por deitá-las fora, porque ficam feias. Não faça mais isso.
Se as batatas não são necessárias na hora, há uma dica fácil para as conservar, evitando estragos.
Para isso coloque as batatas descascadas num recipiente e cubra-as de água. Deite umas gotas de sumo de limão e de seguida tape o recipiente e deixe no frigorífico para que as possa confeccionar no dia seguinte.


Como deixar de chorar ao descascar cebola

Por vezes evitamos pôr cebola na salada pelo simples facto de não conseguirmos evitar as lágrimas na altura de a cortar.

Há um solução para evitar isso, bastando para o efeito esfregar as mãos com sumo de limão e não se esqueça de fazer o mesmo à faca.

No entanto, há quem não goste do cheiro a limão nas mãos. Nesses casos existe outra dica que consiste em descascar a cebola debaixo da torneira com água a correr e corte-a em cima de uma tábua húmida.

Vai desta forma pôr fim ás lágrimas provocadas pela cebola.


Como tirar pele do tomate


Quem nunca precisou tirar a pele do tomate e acaba arrancando muito mais do que sua casca, deixando o tomate machucado e feio, então siga nossas dicas e aprenda como retirar a pele do tomate com facilidade.

Modo de Preparo:

Basta fazer uma cruz nos tomates e deixá-los em uma panela com água fervendo por apenas 15 segundos
Obs : Se deixar mais do que isso eles vão cozinhar
Retirar os tomates e colocá-los em água fria para cortar o cozimento. Agora é só puxar a pele em pétalas. Simples assim







MOMENTO DE REFLEXÃO

Boa noite a todos!
 Hoje estou aqui para prestar uma homenagem ao primeiro,  maior e melhor  médico da história da humanidade!
 Deus é esse médico, o médico dos médicos, e o mais excelente conhecedor do corpo humano.     Todas as células e tecidos, órgãos e sistemas, foram arquitetados por Ele, e  Ele entende e conhece a sua criação melhor do que todos.   Que médico mais excelente poderia existir?
Deus é o primeiro cirurgião da história. A primeira operação?   Uma, toracoplastia,  quando Deus retirou uma das costelas de Adão e dela formou a mulher.
Ele também é o primeiro Anestesista, porque antes de retirar aquela costela fez um profundo sono cair sobre o homem.
Deus é o melhor Obstetra especialista em fertilização que já existiu! 
Pois concedeu filhos a Sara, uma mulher que além de estéril, já estava na menopausa havia muito tempo!
Jesus, o filho de Deus, que com Ele é um só, é o primeiro pediatra da
história, pois disse: “Deixem vir a mim as crianças, porque delas é o reino de Deus!”
Ele também é o maior reumatologista, pois curou um homem que tinha uma mão ressequida, ou, tecnicamente uma  osteoartrite  das articulações  interfalangeanas.
Jesus é o primeiro oftalmologista, relatou em Jerusalém, o primeiro caso de cura em dois cegos de nascença.
Ele também é o primeiro emergencista a realizar, literalmente, uma ressuscitação cardio-pulmonar bem sucedida, quando usou como desfibrilador as suas palavras ao dizer:  “Lázaro, vem para fora!”, e pelo poder delas, ressuscitou seu amigo que já havia falecido havia 4 dias.
Ele é o melhor otorrinolaringologista,  pois devolveu a audição  a um surdo.
Seu tratamento?  O poder de seu amor.
Jesus também é o maior psiquiatra da história, há mais de 2 mil anos
curou um jovem com graves distúrbios  do  pensamento e do comportamento!
Deus  também é o melhor ortopedista que já existiu, pois juntou um monte de ossos secos em novas articulações e deles fez um grande exército de homens. Sem contar quando ele disse a um homem coxo:  “Levanta, toma a tua maca e anda!”, e o homem andou! O tratamento ortopédico de quadril mais efetivo já relatado na história!
A primeira evidência científica sobre a hanseníase está na Bíblia!   E Jesus é o dermatologista mais sábio da história, pois curou instantaneamente 10 homens que sofriam desta doença.
Ele também é o primeiro hematologista, pois com apenas um toque curou a coagulopatia de uma mulher que sofria de hemorragia havia mais de 12 anos e que tinha gastado todo o seu dinheiro com outros médicos em tratamentos sem sucesso.
Jesus é ainda, o maior doador de sangue do mundo.  Seu tipo sanguíneo? O negativo, ou, doador universal, pois nesta transfusão, Ele, ofereceu o seu próprio sangue, o sangue de um homem sem pecado algum,  por todas  as pessoas que tinham sobre si a condenação de seus erros, e assim, através da sua morte na cruz e de sua ressurreição, deu a todos os que o recebem, o poder de se tornarem filhos de Deus! E para ter este grande presente, que é a salvação, é necessário FAZER nada, apenas crer e receber!
O bom médico é aquele que dá a sua vida pelos seus pacientes!   Ele fez isso por nós!
Ele é um médico que não cobra pelos seus serviços, porque o presente
GRATUITO de Deus é a vida eterna!
No seu consultório não há filas, não é necessário marcar consulta e nem esperar para ser atendido, pelo contrário, Ele já está à porta e bate, e aquele que abrir  seu coração para Ele, Ele entrará e fará uma grande festa! Não é necessário ter plano de saúde ou convênio, basta você querer e pedir!  O tratamento que ele oferece é mais do que a cura de uma doença física, é uma vida de paz e alegria aqui na terra e mais uma eternidade inteira ao seu lado no céu!
O médico dos médicos está convidando você hoje para se tornar um paciente dele, e receber esta salvação e constatar que o tratamento que Ele oferece é exatamente o que você precisa para viver!
Ele é o único caminho, a verdade e a vida. Ninguém pode ir até Deus a não ser por Ele.
Seu nome é Jesus.
A este Médico seja hoje e sempre os nossos aplausos e as nossas sinceras gratidões!


Mensagem  lida  na  formatura  da  faculdade  de  medicina  PUC PR- 07/2010





Diário de Sexta-feira 06/05/2016


Sexta-feira, 06 de maio de 2016


“Come racionalmente e esquece os médicos.” (John Heywood)



EVANGELHO DE HOJE
Jo 16,20-23a

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.­
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo João.
— Glória a vós, Senhor!


Pois eu afirmo a vocês que isto é verdade: vocês vão chorar e ficar tristes, mas as pessoas do mundo ficarão alegres. Vocês ficarão tristes, mas essa tristeza virará alegria. Quando uma mulher está para dar à luz, ela fica triste porque chegou a sua hora de sofrer. Mas, depois que a criança nasce, a mulher fica tão alegre, que nem lembra mais do seu sofrimento. Assim acontece também com vocês: agora estão tristes, mas eu os verei novamente. Aí vocês ficarão cheios de alegria, e ninguém poderá tirar essa alegria de vocês.
- Quando chegar aquele dia, vocês não me pedirão nada.
www.paulinas.org.br/diafeliz


Palavra da Salvação
Glória a vós Senhor








MEDITANDO O EVANGELHO
Alexandre Soledade

Bom dia!
Comunguemos primeiramente o que diz o site da CNBB:
“(…) Nós hoje sentimos uma série de tristezas, que são causadas por causa dos acontecimentos do nosso tempo que se constituem em negação dos valores do Reino de Deus e que, além de trazer muito sofrimento para a humanidade, principalmente para os mais pobres e desvalidos, EXIGEM DE NÓS UM TESTEMUNHO CORAJOSO de Jesus e do seu Evangelho, O QUE NEM SEMPRE É FÁCIL PORQUE NA VERDADE SOMOS FRACOS NA FÉ. Mas devemos nos consolar e encontrar forças para esse testemunho a partir da promessa que nos é feita por Jesus no Evangelho de hoje, pois veremos Jesus e isso nos encherá de uma alegria que não nos pode ser tirada e nos levará ao pleno conhecimento da verdade”.
Ao se aproximar da festa de pentecostes, somos convidados, após essa leitura a dizer: Senhor! Faz um Pentecostes em minha vida!
Mas como medir a ação viva do Espírito Santo quando estamos tristes, desanimados, convalescentes? Como olhar ao meu redor, minha vida, minha comunidade, que em meio a tantas dificuldades ainda resiste… Como ver na desmotivação que vivem hoje as pessoas que o Espírito Santo ainda age?
Reinaldo Reis, renomado pregador da RCC de São Paulo, num fórum carismático disse: “(…) Por vezes, somos inclinados a medir a qualidade da vida carismática pela abundância de manifestações que a acompanham. Supomos que o crescimento espiritual está em proporção com a profusão de milagres e coisas extraordinárias…”.
Fazemos muitas vezes isso. Enfatizamos as manifestações em vez da vida no Espírito. Credenciamos a quantidade de pessoas a ação do Espírito Santo… Muita gente seria obrigatoriamente ação do Espírito e ao contrário o descontentamento?
Deus conhece o coração daquele que realmente precisa: “(…) Vocês vão chorar e ficar tristes, mas as pessoas do mundo ficarão alegres. VOCÊS FICARÃO TRISTES, MAS ESSA TRISTEZA VIRARÁ ALEGRIA”.
Nesse mesmo contexto esse mesmo pregador exorta a vigilância em “(…) Evitar o perigo de promover, sem o desejar, uma experiência divina exclusivamente a nível emocional, uma busca exagerada do extraordinário e um egoísmo intimista, ou seja, pedir o milagre e não viver o milagre.
Preciso olhar sob os olhos de Deus o que acontece e verificar se isso é verdade. Em muitos grupos, igrejas, comunidades tem-se abusado em momentos como correntes, semanas da graça, missas de cura e libertação, […] para “atrair” pessoas. Esses momentos são importantes, no entanto tais ações atarem as pessoas a conhecer os milagres de Deus e não o Deus dos milagres. Esse é nosso foco?
Precisamos aprender a estimulá-las o desejo de viver num constante estado de contato íntimo com Deus. João Paulo II dizia que não deveríamos privar a ação progressiva, suave e educadora “(…) para aquilo que é, de fato, essencial na vida no Espírito: O amor, que é a essência da vida espiritual (e não a alegria!); a fé, que é seu fundamento (e não a experiência!), a humildade, que é o escudo que a protege (e não o poder espiritual!), e a perseverança nas provações de toda sorte, que é o teste que a prova, aprofunda e confirma”.
“(…) Mas quem adere ao Senhor torna-se com ele um só espírito.“ (I Coríntios 6 17)
Ao pedir um pentecostes em minha vida é talvez a partir daí tomar uma atitude de viver no Espírito Santo e talvez então, em plenitude, entender as palavras de Cristo: “(…) Aí vocês ficarão cheios de alegria, e ninguém poderá tirar essa alegria de vocês. – Quando chegar aquele dia, vocês não me pedirão nada”.
Um grupo de oração ou uma reunião de oração não deve ser “medida” por prodígios como milagres, curas, (…) mas pelo empenho dos seus participantes (inclusive os servos) em procurar uma vida mais sadia, em ouvir a palavra, meditá-la e vive-la. Essa busca irá como conseqüência, gerar mudanças em suas vidas afetivas, social e no relacionamento com seus problemas. A Isso chamamos de ação transformadora do Espírito Santo.
Pedir um pentecostes em minha vida é dar um upgrade (levantada, recauchutada,…) na nossa fé e com essa força, que vem do alto, nos atrever a aceitar o convite de Jesus e andar sobre as águas; a olhar os problemas, que sempre surgem, com a cabeça erguida e confiante; a regaçar as mangas e lutar por uma vida melhor; a vencer meus medos, minhas angústias (…) aos invés do comodismo do aguarde de um milagre.
“(…) Quando se aproximar o momento do combate, o sacerdote se adiantará para falar ao povo: Ouve, Israel! lhe dirá ele. Ides hoje combater contra os vossos inimigos: que vossa coragem não desfaleça! Não temais, nem vos perturbeis, nem vos deixeis amedrontar por eles. Porque o Senhor, vosso Deus, marcha convosco para combater contra os vossos inimigos e para vos dar a vitória.“ (Deuteronômio 20, 2-4)
Continue a acreditar! Peça um milagre, mas tenha um pouco mais de coragem! Vá à luta! Ajude! Colabore com a construção do reino.
Um Imenso abraço fraterno.






CULINÁRIA

Mousse de côco

Ingredientes
____ 1 lata de leite moça
____ A mesma medida de leite
____ 1 vidro de leite de coco
____ 1 pacote de coco ralado
____ 1 caixa de creme de leite
____ 1 envelope de gelatina incolor
____ 5 colheres de sopa de água

Modo de Preparo

Dissolva a gelatina na água e leve para o banho-maria por 5 minutos. Leve os demais ingredientes para o liquidificador e bata por aproximadamente 5 minutos. Colocar a gelatina já dissolvida e bata por mais 2 minutos. Leve para gelar por 2 horas.


Creme de nozes

Ingredientes
- 1 lata de Leite Moça
- 2 vezes a medida (da lata) de leite
- 5 gemas
- 2 colheres (sopa) de Nescau 200 g de nozes moídas
Cobertura:
- 1 xícara (chá) de açúcar 5 claras
- 1 colher (café) de baunilha



Modo de Preparo

Misture bem o Leite Moça, o leite, as gemas e o Nescau
Leve ao fogo baixo, mexendo sempre até engrossar
Retire do fogo e junte as nozes moídas (reserve um pouco para a decoração)
Despeje em taças individuais
A parte, prepare a cobertura leve ao fogo o açúcar
e meia xícara (chá) de água
Mexa bem até dissolver
Deixe ferver em fogo baixo sem mexer, até a calda ficar em ponto de fio (cerca de
15 minutos)
Retire e deixe amornar
Bata as claras em neve
Junte, aos poucos, a baunilha e a calda morna, batendo sempre até ficar bem incorporada
Coloque nas taças sobre o creme e decore com as nozes moídas que ficaram





MOMENTO DE REFLEXÃO

Como foi que você acordou hoje?
Feliz como um passarinho, assoviando ou cantando uma canção?
Irritado e com dores pelo corpo pela noite mal dormida?
Dois momentos, duas situações que refletem 2 modos de vida diferente. No primeiro caso, alguém com a certeza de que o dia será abençoado e maravilhoso, mesmo com os problemas que diariamente se apresentam, o segundo, com a dúvida sobre a sua capacidade de resolver os problemas que estão se acumulando...

Troque a sua maneira de enxergar a vida, aquela mania de guardar rancor ou deixar para depois a resolução de um problema. Mergulhe de cabeça nas emoções, mostre para o mundo que você ama os seus, mas mostre principalmente para eles que esse amor existe.
Mostre-se confiante, mesmo que a confiança ainda venha lá atrás.
Mostre-se forte, mesmo que no fundo o medo ainda exista.
Mostre-se cristão e estenda a mão, mesmo que seu problema seja muito grande diante dos teus olhos, porque sempre haverá alguém com sofrimento ainda maior.
Mostre-se gentil para com todos, uma palavra é como chave que pode abrir ou fechar portas.
Mostre-se livre das farsas, não queira ser o que você não é, seja verdadeiramente simples.
Mostre-se sem medo de amar, de começar de novo, de levantar depois da queda, mostre para a vida que você é insistentemente capaz de ser feliz.
Não desista de seus sonhos por culpa disso, daquilo ou de alguém, para ser feliz, o que conta realmente é a sua determinação, por isso, mostre-se como você é, uma pessoa maravilhosa, capaz de superar-se a cada dia.


(Paulo Roberto Gaefke)





Diário de Quinta-feira 05/05/2016


Quinta-feira, 05 de maio de 2016


“Não existe nada de tão sério que não possa ser dito com um sorriso.” (Alejandro Casona)



EVANGELHO DE HOJE
Jo 16,16-20

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.­
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo João.
— Glória a vós, Senhor!


Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 16“Pouco tempo ainda, e já não me vereis. E outra vez pouco tempo, e me vereis de novo”. 17Alguns dos seus discípulos disseram então entre si: “O que significa o que ele nos está dizendo: ‘Pouco tempo, e não me vereis, e outra vez pouco tempo, e me vereis de novo’, e: ‘Eu vou para junto do Pai?’”.
18Diziam, pois: “O que significa este pouco tempo? Não entendemos o que ele quer dizer”. 19Jesus compreendeu que eles queriam interrogá-lo; então disse-lhes: ‘Estais discutindo entre vós porque eu disse: ‘Pouco tempo e já não me vereis, e outra vez pouco tempo e me vereis?’
20Em verdade, em verdade vos digo: Vós chorareis e vos lamentareis, mas o mundo se alegrará; vós ficareis tristes, mas a vossa tristeza se transformará em alegria”.
www.paulinas.org.br/diafeliz


Palavra da Salvação
Glória a vós Senhor








MEDITANDO O EVANGELHO
Alexandre Soledade

Bom dia!
Certa vez, num pedaço de grama do jardim, um grupo de formigas resolveu fazer sua morada. Pragmáticas, construíram sua morada como aprenderam das suas antecessoras e das gerações e gerações de formigas que viveram por ali.
Era um jardim novinho, não havia nenhuma outra equipe de formigas por ali, pensaram então ser o lugar ideal para se instalar. Eles o chamaram de CENÁCULO
Durante três anos levantaram seus sonhos naquele jardim e ali também edificaram seus sonhos, colocaram seus ovos, procriaram, viram crescer inúmeras tocas.
Naquele formigueiro aconteciam coisas estranhas. Formigas machucadas voltavam a andar; cegas voltavam a enxergar e afirmam as saúvas mais velhas que viram formigas mortas ressuscitarem.
Formigas de outros formigueiros começaram a procurar aquele local em busca desse entendimento. Sua fama correu por locais inimagináveis.
No entanto, algo começou a perturbar aquela paz…
Pequenas crianças, jovens e adultos humanos que moravam por ali, sem motivo algum, começaram a “brincar” com suas tocas. Destruíam suas construções e com elas os seus sonhos. A brincadeira humana amedrontou muitos daqueles que vieram buscar a paz naquele local que então preferiram fugir, se esconder, correr…
Com a terra toda mexida e agora vulneráveis, temiam as chuvas que poderiam ser devastadoras para sua comunidade. Antes mesmo que pudessem reconstruir o previsível aconteceu – as chuvas vieram…
Pingos de chuva começaram a cair e o medo a cercar todo o formigueiro. A medida que a enxurrada aumentava viam seus móveis, alimentos e sonhos sendo levados para outros lugares. O cenáculo resistia a chuva, mas formigas temiam não agüentar…
A água em uma forte torrente arrastou todo o cenáculo para um canto do jardim.
A chuva parou e as crianças também voltaram. Pensaram que agora seria seu fim. “(…) vocês vão chorar e ficar tristes, mas as pessoas do mundo ficarão alegres. Vocês ficarão tristes, mas essa tristeza virará alegria”.
Estranhamente as crianças não vinham para destruir suas tocas como outrora. Criaram coragem, saíram da toca e viram que seu formigueiro estava alojado perto de um ninho de gansos. Barulhentos e corajosos não permitiam que as traquinagens das crianças destruíssem seu ninho e por conseqüência o das formigas.
As formigas festejavam e motivadas pela presença do GANSO voltaram a construir, pois agora só corriam risco quando formigas impetuosas mordiam os gansos e como consequência afastavam seu ninho da toca.
Uma formiga chamada “pedrisco” foi lá fora e gritou:
“(…) Então Pedro se levantou, junto com os outros onze apóstolos, e em voz bem alta começou a dizer à multidão: Meus amigos judeus e todos vocês que moram em Jerusalém, prestem atenção e escutem o que eu vou dizer! Estas pessoas não estão bêbadas, como vocês estão pensando, pois são apenas nove horas da manhã. O que, de fato, está acontecendo é o que o profeta Joel disse:. É isto o que eu vou fazer nos últimos dias? diz Deus?: Derramarei o meu Espírito sobre todas as pessoas. Os filhos e as filhas de vocês anunciarão a minha mensagem; os moços terão visões, e os velhos sonharão. Sim, eu derramarei o meu Espírito sobre os meus servos e as minhas servas, e naqueles dias eles também anunciarão a minha mensagem. Em cima, no céu, farei com que apareçam coisas espantosas; e embaixo, na terra, farei milagres. Haverá sangue, e fogo, e nuvens de fumaça; o sol ficará escuro, e a lua se tornará cor de sangue, antes que chegue o grande e glorioso Dia do Senhor Então todos os que pedirem a ajuda do Senhor serão salvos “. (Atos 2, 14-21)
Aquelas crianças malvadas agora de longe viam o formigueiro crescer sem nada poder fazer. Apelidaram o ganso que fez seu ninho onde as formigas pararam de ESPÍRITO SANTO e o seu bando de DONS.
No dia treze de maio, um povo se libertou de suas correntes. Negros que construíram uma grande parcela do que somos hoje. Pessoas que por vezes ainda não são devidamente reconhecidas apesar de anos e anos de escravidão.
Hoje, embaladas pela coragem das formigas, nos apeguemos ainda mais a presença do GANSO. Não há diferenças para Ele. TODOS estão próximos ao seu ninho.
Catequistas! Usem e abusem dessa estorinha de hoje! Foi inspiração de uma pequena formiga.
Um Imenso abraço fraterno







MUNDO ANIMAL

Caninos mais corajosos… e menos atrevidos!

Numa tarde no fim dos anos 1970, fui visitar uma tia e suas três "filhas" — uma pequenesa pura, uma pequenesa mestiça e uma chihuahua. E eu estava com minha nova companheira: uma guitarra da marca Snake semi-acústica, bela réplica daquelas Gibson pretonas que muita gente associa ao grande B. B. King.

Fui muito bem recebido por quase todas — menos Fofa, a mestiça, que ficou assustada como nunca ao me ver com a guitarra. Foi preciso minha tia pegar Fofa no colo e acalmá-la por uns dez minutos, "calma, Fofinha, não tenha medo, isso é uma guitarra elétrica, é moderno!" Sim, Fofa poderia competir com alguém bem mais famoso: ele mesmo, Coragem, o Cão Covarde, aquele cachorrinho de desenho animado que tem medo de absolutamente tudo — mas sempre consegue fazer jus ao nome e arrumar coragem para vencer os maiores inimigos.

Levando em conta a finalidade cômica deste desenho animado e, apesar das boas intenções de minha tia, nota-se que Fofa e Coragem não foram devidamente socializados. Coragem era um filhote abandonado que foi recolhido por um casal de meia-idade; Muriel, a "mãe" o enche de carinho, mas o "pai", Eustácio (originalmente Eustace, melhor traduzível como Eustáquio), vive resmungando com tudo e com todos, inclusive Coragem ("cachorro idiota!"). Não cheguei a conviver com Fofa o suficiente para ela perder o medo de objetos estranhos como guitarras elétricas — os objetos mais perigosos que ela encarou na vida. É verdade que a cidadezinha onde mora Coragem dá motivos à vontade para medo, sempre visitada por monstros, alienígenas e outros personagens aterrorizantes, e nosso amigo não recebe muito incentivo para enfrentá-los além do "incentivo" entre aspas dos gritos de "cachorro idiota!".

Não é preciso ter uma guitarra Snake ou morar numa cidadezinha mal-assombrada para encontrar caninos medrosos. Basta ter campeonato de futebol, festa de Ano Novo ou qualquer ocasião que inclua foguetes, rojões e muita agitação para eles ficarem assustados e desorientados. Nem precisa ser dia de festa: muitos cães se assustam com relâmpagos, trovões e escapamentos de automóveis — ou, mais exatamente, com os estímulos associados a essas e outras mudanças bruscas de iluminação e som.

Vamos a um de nossos guias gerais de como ensinar nossos amigos caninos a perder este medo — e a não ficarem "corajosos demais" a ponto de reagir violentamente quando, por exemplo, crianças pequenas mexem no prato de comida.

Para começar: medo de quê?
Na convivência, vamos descobrindo o que costuma assustar os cães. Alguns se apavoram apenas com rojões ou trovoadas, outros até com vozes humanas mais graves que o normal. Nem sempre é medo, apenas um grande incômodo, já que a audição canina é bem mais sensível que a nossa — e, por sinal, este incômodo pode causar no cão ansiedade e, portanto, medo de algo que o incomode.

A primeira providência é deixar claro para o canino que ele pode contar com você para ajuda e proteção. Se ele tem medo de relâmpagos e trovões ou fogos de artifício, deixe-o entrar logo que eles começarem — não só para ele ter certeza de que está protegido pelo dono, mas também para evitar que ele se machuque se deixado solto e apavorado na rua ou no quintal.

Estando o bicho dentro de casa, se ele ainda assim quiser se esconder do barulho debaixo de algum móvel ou em um quarto ou armário, não o impeça; ao contrário, procure deixar esse local mais confortável para o cão. Afinal de contas, muitos de nós também gostamos — ou gostaríamos — de ter um quartinho ou espaço onde possamos nos esconder do mundo em momentos de tristeza ou tensão, não é? Se você, por mero acaso, não gostar que o cão invada o armário e amasse ou encha de pêlos as roupas e sapatos, providencie uma caixinha para ele se abrigar; um cobertor ajudará para dar mais segurança e até abafar um pouco a barulheira. E o cão sairá do "bunker" sozinho logo que o ruído terminar.






MOMENTO DE REFLEXÃO

O menino olhava a avó escrevendo uma carta.

A certa altura, perguntou:
- Você está escrevendo uma história?
A avó parou a carta, sorriu, e comentou com o neto:
- Estou escrevendo sobre você, é verdade. entretanto, mais importante do que as palavras, é o lápis que estou usando. gostaria que você fosse como ele, quando crescesse.
O menino olhou para o lápis, intrigado, e não viu nada de especial.
- Mas ele é igual a todos os lápis que vi em minha vida!
- Tudo depende do modo como você olha as coisas. Há cinco qualidades nele que, se você conseguir mantê-las, será sempre uma pessoa em paz com o mundo.
Primeira qualidade: você pode fazer grandes coisas, mas não deve esquecer nunca que existe uma mão que guia seus passos. Esta mão que podemos chamar de deus, deve sempre conduzi-lo em direção à sua vontade.
Segunda: de vez em quando, eu preciso parar o que estou escrevendo,
e usar o apontador. isso faz com que o lápis sofra um pouco. Mas, no final, ele estará mais afiado. Portanto, saiba suportar algumas dores, porque elas o farão ser uma pessoa melhor.
Terceira: o lápis é companheiro da borracha para apagar o que estava errado. Entenda que corrigir uma coisa não é necessariamente algo ruim...
Quarta: o que realmente importa no lápis não é a madeira ou sua forma exterior, mas o grafite que está dentro. portanto, sempre cuide daquilo que acontece dentro de você.
Quinta: o lápis sempre deixa uma marca...
Portanto, lembre-se: tudo o que você fizer na vida, irá deixar traços...
Por isso, procure ser consciente de cada ação e que os seus desenhos sejam lindos!



Diário de Quarta-feira 04/05/2016


Quarta-feira, 04 de maio de 2016


“Com ordem e tempo se encontra o segredo de fazer tudo, e fazê-lo bem.” (Pitágoras)



EVANGELHO DE HOJE
Jo 16,12-15

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.­
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo João.
— Glória a vós, Senhor!


Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:
12“Tenho ainda muitas coisas a dizer-vos, mas não sois capazes de as compreender agora.
13Quando, porém, vier o Espírito da Verdade, ele vos conduzirá à plena verdade. Pois ele não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido; e até as coisas futuras vos anunciará.
14Ele me glorificará, porque receberá do que é meu e vo-lo anunciará. 15Tudo o que o Pai possui é meu. Por isso, disse que o que ele receberá e vos anunciará, é meu”.
www.paulinas.org.br/diafeliz


Palavra da Salvação
Glória a vós Senhor








MEDITANDO O EVANGELHO
Alexandre Soledade

Bom dia!
Jesus descreve a dinâmica da onisciência de Deus quanto a nossa vida. É o próprio Espírito Santo que descreve nossas necessidades e as apresenta a Deus, bem como, age como canal aberto de relacionamento do amor Dele com sua criatura humana. “(…) Tudo o que o Pai tem é meu. POR ISSO EU DISSE QUE O ESPÍRITO VAI FICAR SABENDO O QUE EU LHE DISSER E VAI ANUNCIAR A VOCÊS”.
Deus sabe bem o que precisamos e, no momento mais oportuno, através do Espírito Santo, nos revela o que precisamos saber e ver.
Ele é a voz que insiste em nos orientar a fazer o certo; é a sensação estranha quando algo acontece; é a fortaleza que surge na hora da aflição; a força sobre-humana que levanta o escombro, mas como mencionamos ontem, o primeiro contato geralmente passa por despercebido. Em afirmação ao que refletíamos ontem: “(…) Esse primeiro contato com o consolador talvez tenha passado despercebido, pois vinha talvez apresentar primeiramente a eles a realidade que viviam, abrindo seus olhos para o projeto salvifico de Deus”.
Se então voltarmos ao evangelho de ontem, buscando subsídios para uma complementação de entendimento do de hoje, teremos uma possível síntese do parágrafo anterior nas palavras:
“(…) Quando o Auxiliador vier, ele convencerá as PESSOAS DO MUNDO DE QUE ELAS TÊM UMA IDÉIA ERRADA A RESPEITO DO PECADO E DO QUE É DIREITO E JUSTO e também do julgamento de Deus”. (João 16, 8-9)
O Espírito age muito em nosso meio, mas nem sempre o ouvimos. É uma voz presente em nossa reflexão diária. Uma resposta concreta na nossa oração diária; um clamor persistente e obediente a bondade, no entanto seus sussurros são abafados pelos gritos dos valores pregados por nossa sociedade. Seus murmúrios são calados pelos gritos ensurdecedores dos falsos profetas
O Espírito Santo não vem falar de tragédias ou do final dos tempos, pois mesmo que um dia isso venha acontecer, hoje não estaríamos ainda preparados para tal; Ele não anuncia catástrofes ou calamidades, pois sofreríamos muito por antecipação. O Espírito Santo se apresenta logo após a paz de Jesus. Seu vento impetuoso é repleto de verdade e vida e não de medo.
“(…) Importa, na catequese, revelar com toda clareza a alegria e as exigências do caminho de Cristo. A catequese da “vida nova” (Rm 6,4) em Cristo será: UMA CATEQUESE DO ESPÍRITO SANTO, Mestre interior da vida segundo Cristo, doce hóspede e AMIGO QUE INSPIRA, CONDUZ, RETIFICA E FORTIFICA ESTA VIDA; (Catecismo da Igreja Católica § 1697)
Sim! É preciso estar atento aos falsos sopros que mais afastam do que aproximam as pessoas e daqueles que aprisionam as pessoas pelo medo. Conheci uma pessoa que ficou uma semana em casa porque o pastor da sua igreja disse que o mundo ia acabar em virtude da gripe suína. (Hunf!)
Precisamos rever nossa sensibilidade quanto aos sussurros do Espírito Santo e também rever nossa postura cristã missionária. Cada vez mais vemos cristãos escondidos em seus cenáculos à espera que algo diferente, impetuoso, que encha novamente aquele lugar de alegria e fogo. Cada vez mais cresce o número de surdos na fé. Cada vez mais vemos falsos pastores, donos de pequenas igrejas e grandes negócios, comercializando “ações do Espírito Santo” pela TV.
Tudo a seu tempo. Fiquemos atentos. Paciência. Até mesmo no olho da tempestade “(…) ele ensinará toda a verdade a vocês”.
Um Imenso abraço fraterno








 CURIOSIDADES

Fatos que você não sabia:

Para o FBI, Hitler morreu de velhice na Argentina. Segundo investigações da Polícia Secreta Federal dos Estados Unidos, Hitler conseguiu fugir em um submarino e passou o resto da vida em uma fazenda sob um forte esquema de segurança no país latino-americano.


2- Pessoas cansadas deitam e dormem, pessoas tristes apenas deitam. Há uma diferença entre estar cansado do dia, e estar cansado da vida.


3- O sol na verdade é azul, porém a atmosfera dispersa certos comprimentos de onda de cor, fazendo com que pareça amarelo.


4- Pesquisadores afirmam que o cérebro esquece propositadamente certas memórias para evitar a sobrecarga de informação e a ressaca emocional.


5- A manteiga da pipoca do cinema é óleo comum saborizado.


6- Quando mais nova, Katy Perry era constantemente atormentada pelos seus colegas de escola por ter seios muito grandes.


7- As probabilidades de você se tornar presidente são maiores do que você ganhar na loteria.


8- A quadra de tênis mais alta do mundo está no topo do Hotel Burj Al Arab, em Dubai, a uma altura de 70 andares.


9- A Islândia tem uma das maiores taxas de posse de armas do mundo e, ao mesmo tempo, tem uma das menores taxas de criminalidade do mundo.


10- O "Déjà vu" tem sido considerado um sexto sentido comumente associado com pessoas que obtém uma inteligência superior.









MOMENTO DE REFLEXÃO

Num quarto modesto, o doente grave pedia silêncio.
Mas a velha porta rangia nas dobradiças cada vez que alguém a abria ou fechava.
O momento solicitava quietude, mas não era oportuno para a reparação adequada.
Com a passagem do médico, a porta rangia, nas idas e vindas do enfermeiro, no trânsito dos familiares e amigos, eis a porta a chiar, estridente.
Aquela circunstância trazia, ao enfermo e a todos que lhe prestavam assistência e carinho, verdadeira guerra de nervos.
Contudo, depois de várias horas de incômodo, chegou um vizinho e colocou algumas gotas de óleo lubrificante na velha dobradiça e a porta silenciou, tranqüila e obediente.
A lição é singela, mas muito expressiva.
Em muitas ocasiões há tumulto dentro de nossos lares, no ambiente de trabalho, numa reunião qualquer.
São as dobradiças das relações fazendo barulho inconveniente.
São problemas complexos, conflitos, inquietações, abalos...
Entretanto, na maioria dos casos nós podemos apresentar a cooperação definitiva para a extinção das discórdias.
Basta que lembremos do recurso infalível de algumas gotas de compreensão e a situação muda.
Algumas gotas de perdão acabam de imediato com o chiado das discussões mais calorosas.
Gotas de paciência no momento oportuno podem evitar grandes dissabores.
Poucas gotas de carinho, penetram as barreiras mais sólidas e produzem efeitos duradouros e salutares.
Algumas gotas de solidariedade e fraternidade podem conter uma guerra de muitos anos.
É com algumas gotas de amor que as mães dedicadas abrem as portas mais emperradas dos corações confiados à sua guarda.
São as gotas de puro afeto que penetram e dulcificam as almas ressecadas de esposas e esposos, ajudando na manutenção da convivência duradoura.
Nas relações de amizade, por vezes, algumas gotas de afeição são suficientes para lubrificar as engrenagens e evitar os ruídos estridentes da discórdia e da intolerância.
Dessa forma, quando você perceber que as dobradiças das relações estão fazendo barulho inconveniente, não espere que o vizinho venha solucionar o problema.
Lembre-se que você poderá silenciar qualquer discórdia lançando mão do óleo lubrificante do amor, útil em qualquer circunstância, e sem contra-indicação.
Não é preciso grandes virtudes para lograr êxito nessa empreitada.
Basta agir com sabedoria e bom senso.
Às vezes, são necessárias apenas algumas gotas de silêncio para conter o ruído desagradável de uma discussão infeliz.
E se você é daqueles que pensa que os pequenos gestos nada significam, lembre-se de que as grandes montanhas são constituídas de pequenos grãos.



Diário de Terça-feira 03/05/2016


Terça-feira, 03 de maio de 2016


“Coisas menores podem tornar-se momentos de grande revelação quando as encontramos pela primeira vez.” (Margor Fonteyn)



EVANGELHO DE HOJE
Jo 14,6-14

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.­
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo João.
— Glória a vós, Senhor!


Naquele tempo, Jesus disse a Tomé: 6“Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim. 7Se vós me conhecêsseis, conheceríeis também o meu Pai. E desde agora o conheceis e o vistes”. 8Disse Filipe: “Senhor, mostra-nos o Pai, isso nos basta!” 9Jesus respondeu: “Há tanto tempo estou convosco, e não me conheces, Filipe? Quem me viu, viu o Pai. Como é que tu dizes: ‘Mostra-nos o Pai’? 10Não acreditas que eu estou no Pai e o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo, não as digo por mim mesmo, mas é o Pai que, permanecendo em mim, realiza as suas obras. 11Acreditai-me: eu estou no Pai e o Pai está em mim. Acreditai, ao menos, por causa destas mesmas obras. 12Em verdade, em verdade vos digo, quem acre¬di¬¬ta em mim fará as obras que eu faço, e fará ainda maiores do que estas. Pois eu vou para o Pai, 13e o que pedirdes em meu nome, eu o realizarei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho. 14Se pedirdes algo em meu nome, eu o realizarei”.
www.paulinas.org.br/diafeliz


Palavra da Salvação
Glória a vós Senhor








MEDITANDO O EVANGELHO
Alexandre Soledade


Bom dia!
Notaram que pulamos de João 3 para João 14? Isso acontece geralmente quando vivemos um tempo de comemoração. Hoje lembramos São Tiago e São Felipe. Salve!
Sem polemizar, mas esse é um dos trechos do evangelho que nossos irmãos protestantes justificam sua forma peculiar de profetizar a fé e suas ações, ou seja, uma relação criada sem intermediários com Deus e é claro que não estamos aqui pra delinear linhas e laudas sobre o que é correto para essa ou aquela igreja, mas o fato que esse entender parcial, também tem levado muita gente a se afastar DA CASA DE DEUS.
Esse evangelho é denso na interpretação visto que precisa estar o mais próximo da íntegra e não somente em partes. Como assim?
Por exemplo, lemos apenas os versículos “sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém pode chegar até o Pai a não ser por mim”, “Senhor, mostre-nos o Pai, e assim não precisaremos de mais nada”, “creiam pelo menos por causa das coisas que eu faço” e “quem crê em mim fará as coisas que eu faço e até maiores do que estas”. Eles em separado já representam a verdade, mas o texto na íntegra propõe o ensinamento.
Como Tiago e Felipe também fragmentamos o ensinamento, pois se isso não fosse verdade por que os discípulos deixaram Jesus sozinho a rezar? Por que o abandonaram? Por que se esconderam? Fragmentos de ensinamento. Em pedaços ouvimos apenas o que nos interessa. Isso é um traço humano.
Os versículos que separei justiçam, por si só, que Deus nos ouve, que esta atento a minha oração onde quer que eu esteja, que tudo Nele eu posso e que os milagres acontecerão, mas não queremos ouvir o ensinamento completo que exorta que preciso ter e manter a fé, mudar de atitude e comprometer-se com o próximo.
Reparem esse versículo em meio ao ensinamento: “(…) O PAI, QUE ESTÁ EM MIM, É QUEM FAZ O SEU TRABALHO”.
Jesus deixa bem claro que é o portador do sonho de Deus para nós, e que sua missão é ser canal da graça do Pai em meio aos irmãos. Em muitos momentos, não somente nesse evangelho, fica evidente que, já que é interesse de Deus, nada o impediria, ou seja, qualquer dificuldade seria (e será) transposta mediante a vontade de Jesus (ou nossa) em prosseguir. Deus oferece as ferramentas, mas o filho, de vontade própria, precisava ter a ação concreta.
Ele diz “peça e receberá”, “não tenhas medo”, “venha”, mas precisa da ação concreta de cada um em acreditar e FAZER ACONTECER. Onde eu quero chegar?
Cada vez mais vemos as pessoas FRAGMENTAS sendo cristãs apenas a frente da TV. Participam de Missas, Novenas e Encontros “ao vivo” diretamente do conforto do seu sofá, da sua cadeira… Temos locais que esse conforto desmotivou as pessoas a ir à missa, estar com os irmãos, partilhar, emprestar seu talento, dom ou carisma.
Justificam a violência das cidades, a falta de estacionamento nas igrejas, não ter ar condicionado, a demora da homilia, “aquele padre chato”, “Deus ouve minha oração em casa”, (…) para preferirem ficar em casa.
Claro que o conforto é bom e que a tecnologia também nos aproximou de Deus, em especial nas formações, na reza do terço, nos momentos de oração matinal, mas veja quantos grupos e pastorais sucumbem de ajuda, pois não queremos sair de casa na hora da novela, “justificando” que já fiz meu compromisso cristão ao assistir a missa pela manhã pela TV?
Penso que as homilias e ensinamentos dados na TV deveriam estimular ou desafiar mais as pessoas a SER COMUNIDADE. Enquanto Jesus sofria seu calvário, seus discípulos onde estavam? As coisas grandiosas que podemos fazer e que Jesus menciona estão relacionadas no contato com as pessoas, OU SEJA, bem além dos muros das nossas casas.
Os discípulos que hoje celebramos (que tomaram esse “pito” de Jesus hoje) se transformaram em grandes divulgadores da Boa Nova, fato este que os levou ao martírio. A ação concreta deles, em meio aos irmãos, trouxe o entendimento completo do ensinamento de Jesus
Por fim deixo a reflexão final proposta pela CNBB para esse evangelho:
“(…) Nós também participamos dessa comunhão NA MEDIDA EM QUE NOS TORNAMOS ÍCONES de Cristo e A PARTICIPAÇÃO NESSA COMUNHÃO É QUE NOS GARANTE A VIDA EM PLENITUDE, a vida eterna”.
Um imenso abraço fraterno









COMPORTAMENTO

Como Pensamentos Se Transformam Em Doenças?

A expressão “mente sã, corpo são”, deve ser levada totalmente em consideração, pois a mente e o corpo estão intimamente ligados.  Para muitos, tal ligação não parece evidente, então tratam de cuidar só do corpo ou só da mente, vivendo, então, um enorme equívoco.

Percebemos a conexão facilmente, quando paramos para pensar em como nosso corpo reage à ansiedade. Nosso coração começa a bater mais forte e mais rápido do que o habitual, nossas mãos podem começar a tremer e facilmente começamos a suar. Todos estes sintomas aparecem porque a partir da nossa mente estamos colocando o nosso corpo em funcionamento, alterando as nossas constantes de uma forma muito parecida como quando começamos a fazer exercício.

A mente é extremamente poderosa, não?

Quando a nossa mente está desequilibrada, estamos mais propensos a contrair doenças. Ou seja, a ansiedade ou a depressão são perturbações mentais que podem contribuir para o aparecimento de sintomas físicos indesejados.

Quando a nossa mente não está funcionando bem é habitual que se vire contra o próprio corpo e potencie internamente qualquer ataque que tenha origem no exterior.

Para que possamos alcançar uma vida saudável, é essencial o cuidado com a mente. Afaste os pensamentos ruins, busque ajuda para diminuir a ansiedade, porque ignorar problemas psicológicos é deixar que problemas físicos venham se manifestar.

Ouça mais músicas eruditas em silêncio, tire uns minutos para meditação e/ou prece: você e o seu Poder Superior. Leia mais poesias e cante quando não souber o que fazer, o que e como pensar. Adote para si uma playlist de bons pensamentos (mantras, orações, versos, canções…) e quando um pensamento negativo sobrevoar a sua cabeça, recorra a sua playlist.  Acredite, não há nada que adoeça mais o nosso corpo do que a negatividade de nossa mente.






MOMENTO DE REFLEXÃO

Desde muito cedo tive o privilégio de poder ver minha mãe que era extremamente extrovertida e cantava muito bem, entoar várias e várias vezes de maneira empolgada a música do Roberto e do Erasmo Carlos: "É Preciso Saber Viver".
As imagens e doces lembranças dela cantando não me saem da memória. Com freqüência lá estava ela cantarolando com seu talento musical, que foi despertado em concursos de músicas na sua juventude:

Quem espera que a vida / Seja feita de ilusão / Pode até ficar maluco / Ou morrer na solidão /É preciso ter cuidado / Prá mais tarde não sofrer / É preciso saber viver...Toda pedra no caminho / Você pode retirar / Numa flor que tem espinhos /Você pode se arranhar / Se o bem e o mau existem / Você pode escolher / É preciso saber viver...É preciso saber viver! / É preciso saber viver! / É preciso saber viver! / Saber viver!... Saber viver

Mais tarde porém, depois que tive o dissabor de vê-la sofrendo de insuficiência renal crônica e conseqüente morte aos 57 anos, e de também ter de enfrentar a dor da perda do meu irmão mais novo de 30 anos em um trágico acidente de trânsito, pude lembrar das cenas da minha infância, adolescência e juventude, e entender que: Saber Viver, é Saber Perder também.
A vida tem se encarregado de me mostrar as mais diversas facetas da perda, em diversos níveis de intensidade e nos mais variados caminhos pelos quais ela se manifesta.
Vai desde simples coisas como objetos e projeções pessoais de pouco ou estimado valor, a expressões mais graves, como a perda de gente amada que se foi para a eternidade, deixando o vazio da saudade.
Dentro de nós reside um forte apelo de possessão, que é despertado todas as vezes que estamos diante de uma situação real ou imaginária de perda.
Esse sentimento nos consome, porque nossa inclinação almática que é fruto da natureza adâmica caída, não sabe lidar com os processos da vida que nos fazem sofrer o débito de coisas e valores com os quais amamos e nos apegamos, e que sem os quais consideramos que a vida não é viável.
É por esta razão, que as ansiedades e fobias latentes na nossa alma, entram em conflito com a proposta de descanso do Mestre que diz: “Não vos inquieteis”, “Basta a cada dia seu próprio mal”.
Essa deficiência instalada nas nossas emoções que nos assombra, é que nos faz ter um estilo de vida acelerado, frenético e fibrilante, que só contribui ainda mais para o desgaste da fé e confiança, e do projeto de simplicidade e descanso elaborado no Gênesis.
Verdade é, que alguns sentimentos são até autênticos e legítimos como conseqüência da nossa humanidade e sensibilidade, mas não estamos acostumados a subtração ou divisão, e quando estamos diante dos problemas e desafios da vida, temos a tendência de equacionar somente as percepções que resultem em adição e multiplicação, e nunca a possibilidade do débito, porque o nosso alvo é a tão sonhada “ilha da segurança”, blindada pela falsa idealização de imunidade atemporal.
A perda dói! A perda frustra! A perda desestimula!
A perda dói, porque leva consigo valores, sentimentos e aspirações que reputávamos como essenciais à vida, e que sem piedade nos faz sentir a dor da separação.
A perda frustra, porque revela a fragilidade e transitoriedade dos nossos castelos de areia, construídos na perspectiva do eterno e vitalício que são confrontados com o aqui e o agora.
A perda desestimula, porque a percepção que sobrevive em meio a decepção é: “Será que vale a pena tanto esforço e sacrifício sem a certeza de retorno, ou de continuidade daquilo a que tenho me dedicado?”.
Apesar de todos os transtornos causados pela perda, pode ser ela a alavanca e a força motriz para novas possibilidades e realidades, e que nos conduza a felicidade sem utopias, que foi amadurecida pela sabedoria adquirida de “Saber Viver e Saber Perder”.
Cabe a nós ressignifica-la em Graça, procurando focar na pedagogia do que elas podem contribuir com o nosso crescimento como seres humanos, e como humanos que ajudem outros seres a crescer em meio às perdas que a vida proporciona.

Franklin Rosa