Páginas


(clique abaixo para ouvir a música)

LITURGIA DIÁRIA

LITURGIA DIÁRIA - REFLEXÕES E COMENTÁRIOS

Diário de Quarta-feira 31/08/2016


Quarta-feira, 31 de agosto de 2016


As palavras podem criar tanto felicidade como sofrimento. Procure sempre falar palavras que inspirem autoconfiança, alegria e esperança. (Daisaku Ikeda)      



EVANGELHO DE HOJE
Lc 4,38-44

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.­
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!


Naquele tempo, 31Jesus desceu a Cafarnaum, cidade da Galiléia, e aí ensinava-os aos sábados. 32As pessoas ficavam admiradas com o seu ensinamento, porque Jesus falava com autoridade. 33Na sinagoga, havia um homem possuído pelo espírito de um demônio impuro, que gritou em alta voz: 34"Que queres de nós, Jesus Nazareno? Vieste para nos destruir? Eu sei quem tu és: tu és o Santo de Deus!"
35Jesus o ameaçou, dizendo: "Cala-te, e sai dele!" Então o demônio lançou o homem no chão, saiu dele, e não lhe fez mal nenhum. 36O espanto se apossou de todos e eles comentavam entre si: "Que palavra é essa? Ele manda nos espíritos impuros, com autoridade e poder, e eles saem". 37E a fama de Jesus se espalhava em todos os lugares da redondeza.

www.paulinas.org.br/diafeliz
  



Palavra da Salvação
Glória a vós Senhor.






MEDITAÇÃO DO EVANGELHO
Padre Antonio Queiroz


Eu devo anunciar a Boa Nova do Reino de Deus também a outras cidades, porque para isso é que eu fui enviado.
O Evangelho de hoje tem quatro partes: 1) Ao sair da sinagoga, Jesus cura a sogra de Pedro. Ela se levantou e começou a servi-los. 2) Ao por do sol, a multidão se reúne e ele cura muitas e muitas pessoas. 3) Ao raiar do dia, ele “foge” para rezar. 4) Vai para outros povoados anunciar a Boa Nova, apesar de a multidão tentar segurá-lo ali.
Temos aí um retrato da vida toda de Jesus. Vivia entre o contato com Deus Pai e o contato com o povo, fazendo o bem (At 10,38), sem se prender a nenhum lugar. É como alguém que vive buscando Água Viva na fonte, que é Deus, e distribuindo-a para o povo.
É interessante que a sogra de Pedro, casa onde Jesus ficava hospedado, aprendera de Jesus esse modo de viver. Logo após ser curada, ela põe mãos à obra e vai servir a Jesus e aos Apóstolos.
Em vez de aquela multidão tentar segurar Jesus ali, devia imitar a sogra de Pedro e imitar o próprio Jesus, servindo as pessoas, tanto de dentro de casa como os vizinhos. A Comunidade cristã aprende com o líder, mas não se prende ao líder, e sim o deixa partir.
Os milagres de Jesus estão centrados não na pessoa de Jesus, para exaltá-lo, mas nos próprios beneficiados, que experimentam a força da presença do Reino de Deus. Por isso que os Apóstolos também faziam milagres, assim como S. Pedro, S. Paulo e outros. Os milagres são intervenções do Espírito Santo para destruir o pecado do mundo.
Jesus era diferente dos rabinos, os chefes religiosos da época. Estes fundavam escolas para ensinar a interpretar a Bíblia; Jesus era itinerante, queria que os discípulos aprendessem não só a letra das Sagradas Escrituras, mas a colocassem em prática, seguindo o exemplo dele.
A Comunidade cristã é chamada a levar ao mundo a Boa Nova de Jesus, do jeito que ele fazia. São pessoas unidas no amor fraterno, fazendo o bem ao próximo e cultivando a oração e a união com Deus. Isso, de uma forma dinâmica, sem nunca se contentar com os passos já dados e querendo ir mais longe.
Certa vez, um líder de uma Comunidade grande da periferia estava falando para as catequistas sobre a oração. Ele dizia: “Nunca deixem de rezar antes de preparar a sua aula de catequese!” Uma catequista objetou: “Eu trabalho e estudo; às vezes, tenho apenas cinco minutos para preparar a minha aula. Como que vou rezar?” Ele respondeu: “Muito bem! Que bom que você tem cinco minutos. Reze durante três minutos e prepare a aula em dois. Pode estar certa de que sua aula sairá muito melhor do que se usasse todos os cinco minutos na preparação, sem rezar”.
Já pensou que lição para nós? A oração é questão de preferência, não de tempo. Quem reza recebe a luz de Deus e com ela tudo se torna fácil. Isso porque Deus é o Senhor do céu e da terra.
Apesar de tantos trabalhos que Jesus fez neste dia narrado no Evangelho de hoje, ele ainda encontrou tempo para dar uma fugidinha e rezar.
Maria Santíssima, Mãe de Cristo e nossa, foi uma mulher súper dinâmica. A exemplo do Filho, ela passou pela vida fazendo o bem. Mesmo assim, vivia sempre em contato com Deus na oração. Santa Maria, rogai por nós.
Eu devo anunciar a Boa Nova do Reino de Deus também a outras cidades, porque para isso é que eu fui enviado.








CURIOSIDADES


Fatos que você não sabia


1-Se conseguissem distribuir todo o dinheiro do mundo igualmente para cada indivíduo, você receberia $10.000 dólares.


2-Existem apenas 2 pessoas vivas que sabem a receita secreta da Coca-Cola e elas são proibidas de viajarem juntas porque, caso aconteça algum acidente aéreo, uma delas precisa estar viva para continuar a produção.


3-Se um dia você estiver fugindo de um crocodilo, não adianta subir em árvores. Esses animais conseguem escalar uma tranquilamente.


4-A cada minuto que passa, nós tiramos mais fotos do que toda a humanidade no século 19.


5-As flores começaram a existir só há 160 milhões de anos atrás, aparecendo bem depois dos dinossauros.


6-Existe uma Orca mais velha do que o navio Titanic. O animal tem 103 anos e tem o apelido de “Granny” (“Vovó”, em inglês).


7-Quando James Cameron escrevia o roteiro de “O Exterminador do Futuro”, ele ainda não tinha a sua própria casa e acabou vendendo os direitos do filme por $1 dólar apenas para poder dirigi-lo também.


8-O plástico bolha foi inicialmente projetado para ser um papel de parede texturizado. Imagine isso!


9-Aos 15 anos, Jim Carrey desistiu de estudar para se tornar um zelador. Ele precisava ajudar a sua família que morava em uma pequena van.


10-Uma música pode temporariamente mudar sua percepção e forma de pensar.







MOMENTO DE REFLEXÃO


Conta-se uma história de um empregado em um frigorífico da Noruega.
Certo dia ao término do trabalho, foi inspecionar a câmara frigorifica. Inexplicavelmente, a porta se fechou e ele ficou preso dentro da câmara. Bateu na porta com força, gritou por socorro mas ninguém o ouviu, todos já haviam saído para suas casas e era impossível que alguém pudesse escutá-lo.
Já estava quase cinco horas preso, debilitado com a temperatura insuportável.
De repente a porta se abriu e o vigia entrou na câmara e o resgatou com vida.
Depois de salvar a vida do homem, perguntaram ao vigia:
Porque foi abrir a porta da câmara se isto não fazia parte da sua rotina de trabalho?.
Ele explicou: Trabalho nesta empresa há 35 anos, centenas de empregados entram e saem aqui todos os dias e ele é o único que me cumprimenta ao chegar pela manhã e se despede de mim ao sair.
Hoje pela manhã disse “Bom dia” quando chegou.
Entretanto não se despediu de mim na hora da saída. Imaginei que poderia ter-lhe acontecido algo. Por isto o procurei e o encontrei...


Diário de Terça-feira 30/08/2016


Terça-feira, 30 de agosto de 2016


“Quase sempre a maior ou a menor felicidade depende do grau de decisão de ser feliz” ( Abraham Lincoln)



EVANGELHO DE HOJE
Lc 4,31-37

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.­
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!


Jesus saiu da sinagoga e foi até a casa de Simão. A sogra de Simão estava doente, com febre alta; e contaram isso a Jesus. Aí ele foi, parou ao lado da cama dela e deu uma ordem à febre. A febre saiu da mulher, e, no mesmo instante, ela se levantou e começou a cuidar deles.
Depois de anoitecer, todos os que tinham amigos enfermos, com várias doenças, os levaram a Jesus. Ele pôs as suas mãos sobre cada um deles e os curou. Os demônios saíram de muitas pessoas, gritando:
- Você é o Filho de Deus!
Eles sabiam que Jesus era o Messias, e por isso ele os repreendia e não deixava que falassem.
Quando amanheceu, Jesus saiu da cidade e foi para um lugar deserto. Mas a multidão começou a procurá-lo, e, quando o encontraram, eles não queriam deixá-lo ir embora. Mas Jesus disse:
- Eu preciso anunciar também em outras cidades a boa notícia do Reino de Deus, pois foi para fazer isso que Deus me enviou.
E ele anunciava a mensagem nas sinagogas de todo o país.

www.paulinas.org.br/diafeliz
  



Palavra da Salvação
Glória a vós Senhor.






MEDITAÇÃO DO EVANGELHO
Helena- Diário do Nordeste


Jesus Cristo era conduzido pelo Espírito Santo, e por isso mantinha uma intimidade perene com o Pai recebendo Dele todas as instruções para que pudesse realizar a Sua obra aqui na terra. Dessa forma, as pessoas ficavam admiradas com o Seu ensinamento e reconheciam a Sua autoridade. No entanto, a autoridade com que Jesus falava vinha da Sua convicção por viver em conformidade com o que proclamava. Guiado pelo Espírito Santo, Ele não tinha dúvidas da Sua missão salvífica e da Sua identidade de Filho de Deus. Assim sendo, os Seus ensinamentos eram convincentes e as Suas ações concretas. Assim, Ele sabia o que estava ensinando e tinha certeza daquilo sobre o qual estava falando porque vivenciava o que pregava. A Sua vida era o próprio Evangelho! Ele não agia como nós, que às vezes, fazemos as coisas sem convicção, com medo, inibidos e terminamos por dar contra testemunho dos ensinamentos evangélicos. Dessa forma, Ele demonstrava ter plena consciência da sua missão e agia com firmeza e poder. A partir Dele as coisas aconteciam conforme Ele pregava. Ele não vacilava e, por conseguinte, até os demônios O reconheciam e O obedeciam. Os espíritos maus eram submissos à Sua autoridade, mais ainda até, que os fariseus e doutores da lei. Jesus deixou para nós a incumbência de também mandar calar os espíritos impuros e libertar os cativos. Entretanto, para que isso seja possível, nós também necessitamos entrar em sintonia com o Pai, em oração, e pedir que o Espírito Santo se manifeste por meio de nós e das nossas palavras e ações. Assim também poderemos fazer o que Jesus fez e muito mais ainda, como Ele próprio nos afirma em outra passagem. Portanto, o poder do Espírito, a Fé em Jesus e a coerência da nossa vida nos farão ter autoridade na pregação e na ação. Reflita – Você acredita que o poder de Deus através de você remove montanhas e expulsa os males? – Você assume toda a Palavra que pronuncia em nome de Deus? – Como você tem transmitido o Evangelho às pessoas, falando ou vivendo?- Você tem autoridade sobre os “espíritos maus”? – O que falta a você para que isto aconteça?






COMPORTAMENTO

Às vezes não é o amor que acaba, e sim a paciência.

Às vezes não é o amor que acaba, e sim a paciência, essa que dizem que é santa, porque resiste a ventos e marés e sempre acaba dando mais do que deveria.
Agora, como não oferecer tudo por essa pessoa com quem você construiu um vínculo afetivo e vital e, inclusive, um projeto de vida?
Fica claro que está justificado ceder tantas vezes mais do que deveria, que se exerça o perdão hoje, amanhã e depois de amanhã, e que se espere um pouco mais com a esperança de que as coisas melhorem…
Às vezes, a realidade acaba caindo pelo seu próprio peso para nos abrir os olhos. O nosso coração não pode apagar da noite para o dia o que sente, mas quando se perde a paciência, todas as vendas que cegavam começam a cair uma trás outra.
Há quem diga que a paciência é uma virtude, mas está claro que esta dimensão não pode ser aplicada a todos os âmbitos, e que além disso, deve ter certos limites.
Você não pode passar uma vida inteira sendo paciente, vendo os seus direitos ficarem vulneráveis, sendo que você precisa de reciprocidade, cuidado, afeto e reconhecimento.

O amor requer compromisso, vontade e paciência… mas até certo ponto

A paciência no amor não é a mesma coisa que passividade.
Assim como dissemos anteriormente, é comum definir o conceito de paciência como uma virtude. É a faculdade que as pessoas tem de postergar determinadas coisas que nos trazem satisfação, porque pensamos que essa espera, a longo prazo, trará coisas melhores.
Também se define a paciência como uma habilidade: a que temos para tolerar situações desfavoráveis frente às quais podemos ou não ter o controle. Agora, quando se fala de amor, é necessário manter o leme da nossa própria realidade.
Há quem se justifique usando essa palavra como uma dimensão que há que se assumir.
As coisas estão mal, mas o que se pode fazer? É preciso ter paciência. “O que eu posso fazer se ele é assim? Não posso mudá-lo, portanto é melhor ter paciência”…

É preciso não confundir paciência com passividade

Na verdade aí está a chave autêntica. Podemos ser pacientes, podemos fazer da paciência a nossa melhor virtude porque ela nos ajuda a analisar melhor a situação, a saber observar, a sermos reflexivos.
Contudo, todo esse processo interior deve nos permitir ver a realidade autêntica.
Uma pessoa paciente não tem motivo para ser passiva. A pessoa passiva faz da tolerância a sua forma de vida, permitindo abuso até experimentar na própria pele como a sua integridade fica vulnerável. E isso é algo que não se deve permitir jamais.

Os benefícios de ser paciente mas não passivo

Na hora de estabelecer um relacionamento afetivo, a paciência é um pilar no dia a dia que devemos reconhecer. É claro que você não precisa gostar de cada aspecto, comportamento ou costume do seu companheiro, mas nem por isso você vai agir de forma impulsiva jogando o fato na cara e terminando o relacionamento.
Somos pacientes, respeitamos e toleramos porque amamos. Porque também sabemos que em todo casal existe um tempo para que as coisas se amorteçam, para que tudo se encaixe e por sua vez, compreendamos as necessidades de cada um.
A paciência deve ser mútua e levada a cabo quase como um exercício. Eu sou paciente contigo porque te respeito e gosto de você, porque te reconheço como pessoa, e sei que amar não é só gostar das coincidências, e sim respeitar também as diferenças.
Agora, a paciência requer por sua vez clareza emocional. É preciso saber onde estão os limites e compreender em que momento estamos ficando vulneráveis como pessoas. Como membros de um relacionamento afetivo.
Não é preciso ser passivo frente às exigências carregadas de egoísmos, frente à posição de se priorizar antes do outro. Não se deve fechar os olhos às carências, nem ser impassível à dor emocional que os vazios provocam, os desprezos ou os maus tratos sutis exercidos através de palavras envenenadas.
É aqui onde a paciência deve cair, puxar o seu véu para ver a verdade.

Quando a paciência termina… O que fazer?

Quando a paciência acaba, chega a decepção porque já somos conscientes da nossa realidade em todas as suas nuances. Em todos os seus contrastes. Agora, isto não significa que se deva terminar na hora esse relacionamento obrigatoriamente, se ainda se está amando a outra pessoa.
É momento de falar, de colocar às claras qual é a situação e dizer o que você sente e o que você precisa. Não se trata de evadir o problema. Se esse compromisso lhe interessa, você dará tudo que for possível para mantê-lo.
Agora, para que um relacionamento prospere ou cure essas carências que machucam, o esforço deve ser mútuo. Na hora em que um oferece mais e o outro só apresenta as suas desculpas, a paciência se perde completamente, e com ela, a decepção se transforma em um abismo.
A paciência não é a capacidade de esperar, e sim a habilidade de compreender que merecemos coisas melhores.






MOMENTO DE REFLEXÃO

A falta de tato para resolver conflitos e tratar de assuntos com pessoas que têm ideias opostas, tem sido responsável por muitos desentendimentos e dissabores nos relacionamentos.
Por vezes, um problema que poderia ser facilmente resolvido, cria sérios rompimentos por causa da falta de jeito dos antagonistas.
O afeto, usado com sabedoria é uma ferramenta poderosa, mas pouco usada pela maioria dos indivíduos.
O mais comum tem sido a violência, a agressividade, a intolerância.
Existem pessoas que não gostam de mostrar sua intimidade e escondem sob um véu de sisudez, com ares de poucos amigos, na tentativa de evitar aproximações que deixem expostas suas fragilidades.
São como os caramujos, os tatus, as tartarugas e outros semelhantes.
Ao se sentirem ameaçados, escondem-se em suas carapaças naturais, e não deixam à mostra nenhuma de suas partes vulneráveis.
A propósito, você já tentou alguma vez retirar, à força, de seu esconderijo, um desses animaizinhos?
Seria uma tentativa fracassada, a menos que você não se importe em dilacerar o corpo do seu oponente.
No caso da tartaruga, por exemplo, quanto mais você tentar, com violência, retirá-la do casco, mais ela irá se encolher para sobreviver.
Mas, se você a colocar num lugar aconchegante, caloroso, que inspire confiança, ela sairá naturalmente.
Assim também acontece com os seres humanos. Se em vez da força se usar o afeto, o aconchego, a ternura, a pessoa naturalmente se desarma e se deixa envolver
Às vezes a pessoa chega prevenida contra tudo e contra todos e se desarma ao simples contato com um sorriso franco ou um abraço afetuoso.
Mas, se ao invés disso encontra pessoas também predispostas à agressão, ao conflito, as coisas ficam ainda piores.
Como a convivência com outros indivíduos é uma realidade da qual não podemos fugir, precisamos aprender a lidar uns com os outros com sabedoria e sem desgastes.
A força nunca foi e nunca será a melhor alternativa, além de causar sérios prejuízos à vida de relação.
Portanto, criar relacionamentos harmônicos é uma arte que precisa ser cultivada e levada a sério.
Mas para isso é preciso que pelo menos uma das partes o queira e o faça.
E se uma das partes quiser, por mais que a outra esteja revestida de uma proteção semelhante à de um porco-espinho, ninguém sairá ferido e o relacionamento terá êxito.
Basta lembrar dessa regra bem simples, mas eficaz: em vez da força o afeto. E tudo se resolve sem desgastes.
 carinha flor rosa.gif
De tudo o que fazemos na vida ficam apenas algumas lições:
A certeza de que estamos todos em processo de aprendizagem...
A convicção de que precisamos uns dos outros...
A certeza de que não podemos deter o passo...
A confiança no poder de renovação do ser humano.
Portanto, devemos aproveitar as adversidades para cultivar virtudes.
Fazer dos tropeços um passo de dança.
Do medo um desafio.
Dos opositores, amigos.
E retirar, de todas as circunstâncias, lições para ser feliz.


Diário de Segunda-feira 29/08/2016


Segunda-feira, 29 de agosto de 2016


“A saudade existe não porque estamos longe, mas porque um dia, estivemos juntos...”



EVANGELHO DE HOJE
Mc 6,17-29

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.­
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!


De fato, Herodes tinha mandado prender João e acorrentá-lo na prisão, por causa de Herodíades, mulher de seu irmão Filipe, com a qual ele se tinha casado. Pois João vivia dizendo a Herodes: “Não te é permitido ter a mulher do teu irmão”. Por isso, Herodíades lhe tinha ódio e queria matá-lo, mas não conseguia, pois Herodes temia João, sabendo que era um homem justo e santo, e até lhe dava proteção. Ele gostava muito de ouvi-lo, mas ficava desconcertado. Finalmente, chegou o dia oportuno. Por ocasião de seu aniversário, Herodes ofereceu uma festa para os proeminentes da corte, os chefes militares e os grandes da Galileia. A filha de Herodíades entrou e dançou, agradando a Herodes e a seus convidados. O rei, então, disse à moça: “Pede-me o que quiseres, e eu te darei”. E fez até um juramento: “Eu te darei qualquer coisa que me pedires, ainda que seja a metade do meu reino”. Ela saiu e perguntou à mãe: “Que devo pedir?” A mãe respondeu: “A cabeça de João Batista”. Voltando depressa para junto do rei, a moça pediu: “Quero que me dês agora, num prato, a cabeça de João Batista”. O rei ficou muito triste, mas, por causa do juramento e dos convidados, não quis faltar com a palavra. Imediatamente, mandou um carrasco cortar e trazer a cabeça de João. O carrasco foi e, lá na prisão, cortou-lhe a cabeça, trouxe-a num prato e deu à moça. E ela a entregou à sua mãe. Quando os discípulos de João ficaram sabendo, vieram e pegaram o corpo dele e o puseram numa sepultura.

www.paulinas.org.br/diafeliz
  



Palavra da Salvação
Glória a vós Senhor.






MEDITAÇÃO DO EVANGELHO
Padre Antonio Queiroz


Quero que me dês agora, num prato, a cabeça de João Batista.
Hoje nós celebramos a memória do martírio de S. João Batista. O Evangelho narra o fato. Ele é o protótipo do profeta, o homem possuído totalmente pela missão de pregar a Palavra, de anunciar aos homens a vontade divina. Nada pode demovê-lo desta missão ou intimidá-lo.
O próprio Jesus disse a respeito de João: “Que fostes ver no deserto? Um caniço agitado pelo vento?... Um profeta? Sim, eu vos digo, e mais do que profeta. Este é de quem está escrito: Eis que envio meu mensageiro à tua frente, para preparar o teu caminho diante de ti” (Mt 11,7-10).
A missão de João Batista foi a de precursor do Messias; ele deu testemunho de Cristo pelas altas virtudes, pelas rigorosas penitências, pela palavra vigorosa em denunciar os vícios, as injustiças, animando a sociedade judaica a converter-se a Deus na sinceridade do coração.
À frente do governo da Galiléia estava Herodes Antipas, filho daquele Herodes, chamado o Grande, criminoso e déspota, que viveu no tempo do nascimento de Cristo.
Herodes Antipas vivia escandalosamente com a própria cunhada, esposa de seu irmão Filipe. Essa união ilícita era motivo de grande escândalo no meio judaico. Ainda mais que naquele tempo o povo procurava imitar o rei e a rainha em tudo.
E não havia quem se sentisse com coragem de censurar o monarca. João Batista não podia, como profeta, ficar omisso, e declarou publicamente e com toda franqueza: “Não te é lícito viver com a mulher de teu irmão”.
Herodíades, a mulher escandalosa, não aturou essa censura, e queria vingar-se. Conseguira que Herodes mandasse encarcerar João Batista, apesar de o monarca lhe dedicar grande veneração. Agora, ela leva a cabo a sua vingança.
“João era a lâmpada que iluminava com sua chama ardente, e vós gostastes, por um tempo, de alegrar-vos com a sua luz” (Jo 5,35).
Muita gente pensa que as faltas sexuais não têm maior importância, e pouco têm a ver com a salvação da humanidade. A Bíblia, ao contrário, nos mostra que não se dá um passo adiante, senão com homens e mulheres responsáveis, que são capazes de colocar o sexo a serviço do amor, em vez de se deixar escravizar por seus instintos.
Por isso, João Batista não podia falar de justiça, sem recordar os compromissos do matrimônio; e, como profeta, devia colocar o rei Herodes igual a qualquer cidadão.
Nós somos convidados a imitar João Batista, e falando a verdade, mesmo que, com essa fala, possamos atingir pessoas poderosas que vão depois nos dar o troco.
O mundo continua não suportando a verdade, porque vive na mentira e na corrupção. E nós cristãos, muitas vezes, “fechamos um olho” porque temos medo de perder cargos, oportunidades, a vida. Se um dia você estiver, em nome de Cristo, anunciando a justiça e a verdade, e for por isso atacado por alguém, alegre-se, porque você foi premiado com uma bem-aventurança: “Felizes os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus” (Mt 5,10).
Certa vez, uma senhora bem idosa teve um sonho. Ela sonhou que havia morrido e estava na porta do céu, esperando. Havia várias almas lá, todas em fila. De repente S. Pedro chegou e abriu a porta do céu. Então a senhora olhou para dentro e viu uma infinidade de velas. Umas acesas, outras apagadas, algumas já estavam quase no fim e outras no começo. Umas estavam se apagando e outras tinham a chama grande e bonita.
A senhora perguntou para S. Pedro que velas eram aquelas. Ele respondeu: “São as velas que cada um recebeu no dia do seu batismo. Uns cuidam bem, outros não cuidam e até a deixam apagar. A situação é esta que a senhora está vendo”.
A mulher então perguntou: “S. Pedro, e a minha está aí?” “Está sim” – disse S. Pedro – é aquela ali”. Era uma vela que estava já no toquinho, mas ainda acesa. E S. Pedro continuou: “Depois que a pessoa entra aqui, este fogo da sua vela se junta com a luz de Deus que ilumina todo céu”.
Resta saber como está a nossa vela! “Vós sois a luz do mundo”. Todos somos profetas, e o profeta deve ser como João Batista: a luz de Deus deve brilhar forte através de nós, anunciando a justiça e denunciando as injustiças pecados, sem medo das conseqüências.
Maria Santíssima é chamada, na Ladainha, de Rainha dos Profetas. Vamos pedir a ela que nos ajude a sermos também bons e corajosos profetas.
Quero que me dês agora, num prato, a cabeça de João Batista.







MOTIVAÇÃO NO TRABALHO

Cuidado com os "Sugadores de Energia"
Prof. Marins

Parece mentira, mas há pessoas que parecem "sugar" energia da gente! Outro dia eu estava muito bem, alegre e satisfeito. Encontrei-me no shopping com um amigo e em meia hora de conversa ele me deixou um verdadeiro "trapo", deprimido, triste.

Fiquei pensando no que aconteceu e logo percebi que aquela conversa horrível do "amigo" (sic) falando só de doenças, roubos, estupros, filhos de amigos que haviam caído no vício, desemprego, falta de dinheiro, etc. acabou roubando minha energia positiva! Quando acabou a conversa (onde só ele falou) ele parecia estar melhor do que nunca e eu ... em profunda depressão.

Cuidado com esses "sugadores de energia positiva". Eles estão em todo o lugar: na empresa, na família, na roda de amigos. Eles só sabem falar de desgraças. Só lêem o obituário dos jornais e a seção de crimes horrendos. Gravam em vídeo o noticiário policial. Fazem estatísticas e sabem de cor quantos seqüestros ainda não foram desvendados, quantas crianças continuam desaparecidas, quantos sem-teto, sem-terra, sem-emprego, sem-tudo existem no mundo! Livre-se dessas pessoas!

Mesmo que seja um grande "amigo" (sic) não tenha piedade dele, pois ele, por certo não tem dó de você. Essas são aquelas pessoas que quando você propõe um piquenique elas logo dizem: "- Vai chover!". São pessoas que azedam baldes de sal- de-fruta. São funcionários que não acreditam em programas de qualidade e produtividade, em comemorações, em promoções especiais e qualquer outra coisa que a empresa faça com a intenção de mudar, crescer, expandir horizontes. Elas são sempre "do contra". Avisam que "não vai dar certo" e torcem para que nada aconteça. Depois dizem: "- Eu sabia que não ia dar certo...".

Meu conselho nesta semana é: Livre-se dessas pessoas!
Esses "sugadores" de energia vivem da energia alheia e hoje não dá para viver e trabalhar com alguém "puxando você prá baixo" o tempo todo.

Pense nisso. Boa Semana. Sucesso!







MOMENTO DE REFLEXÃO

Não existe um mau abraço, somente bons e ótimos abraços
Os abraços são dietéticos (só engordam a alma) e não causam câncer ou cáries...
Os abraços são totalmente naturais (principalmente os que vem do coração). Não contém conservantes, ingredientes artificiais ou pesticidas...
Os abraços são: livres de colesterol, adoçados naturalmente com ingredientes disponíveis na natureza e não industrializados e são totalmente recicláveis...
Os abraços são fáceis de transportar e não necessitam baterias...eles estão dentro de nós!!!
Os abraços estão isentos de impostos, totalmente regeneráveis e auto-suficientes energeticamente...quanto mais os usamos...mais se multiplicam!!!!!
Os abraços são seguros em qualquer clima...(tem calor próprio)
Na verdade, os abraços são especialmente aconselháveis para dias frios e chuvosos
Os abraços são especialmente eficazes em tratamentos de problemas como: pesadelos, solidão, enfermidades, perda de um ente querido, depressão das segundas-feiras...
Nunca deixe para amanhã se podes abraçar alguém hoje, porque quando dás um abraço em alguém, no mesmo instante estás recebendo outro de volta....!!!!!!!
O que está esperando para dar e receber um presente como um abraço...?????




Diário de Domingo 28/08/2016


Domingo, 28 de agosto de 2016


“A casa é o retrato do dono”  (Antero de Figueiredo)



EVANGELHO DE HOJE
Lc 14,1.7-14

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.­
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!


Num sábado, Jesus entrou na casa de certo líder fariseu para tomar uma refeição. E as pessoas que estavam ali olhavam para Jesus com muita atenção.
Certa vez Jesus estava reparando como os convidados escolhiam os melhores lugares à mesa. Então fez esta comparação:
- Quando alguém convidá-lo para uma festa de casamento, não sente no melhor lugar. Porque pode ser que alguém mais importante tenha sido convidado. Então quem convidou você e o outro poderá dizer a você: "Dê esse lugar para este aqui." Aí você ficará envergonhado e terá de sentar-se no último lugar. Pelo contrário, quando você for convidado, sente-se no último lugar. Assim quem o convidou vai dizer a você: "Meu amigo, venha sentar-se aqui num lugar melhor." E isso será uma grande honra para você diante de todos os convidados. Porque quem se engrandece será humilhado, mas quem se humilha será engrandecido.
Depois Jesus disse ao homem que o havia convidado:
- Quando você der um almoço ou um jantar, não convide os seus amigos, nem os seus irmãos, nem os seus parentes, nem os seus vizinhos ricos. Porque certamente eles também o convidarão e assim pagarão a gentileza que você fez. Mas, quando você der uma festa, convide os pobres, os aleijados, os coxos e os cegos e você será abençoado. Pois eles não poderão pagar o que você fez, mas Deus lhe pagará no dia em que as pessoas que fazem o bem ressuscitarem.

www.paulinas.org.br/diafeliz
  



Palavra da Salvação
Glória a vós Senhor.






MEDITAÇÃO DO EVANGELHO
Jailson Ferreira
Veja como a liturgia é interessante... nas últimas semanas o tema principal foi o Reino dos Céus, e ontem mesmo refletimos sobre como serão bem recompensados aqueles que fizerem render os seus talentos. Hoje, todas as leituras falam sobre HUMILDADE. A primeira leitura (Eclesiástico 3,19-21.30-31)  exalta os humildes, que fazem o seu trabalho com mansidão. O versículo 20 diz: "Na medida em que fores grande, deverás praticar a humildade, e assim encontrarás graça diante do Senhor."
Hoje temos que conviver com um mal muito comum que eu chamo de "Síndrome do Pequeno Poder". Essa síndrome não está escrita em nenhum manual de Psicologia nem de Psiquiatria, mas observe se você reconhece esses sintomas...
Já viram aquela pessoa que ocupa um cargo no trabalho, na escola, na universidade, ou até mesmo na igreja, e que se acha no direito de mandar e desmandar, que todos devem tratá-la com reverência, para merecerem o "favor" de serem atendidos por ela. E ao fazerem qualquer coisa por alguém, fazem de forma como se aquele alguém passasse a lhe dever um "favor"! Aquela pessoa que impõe uma autoridade forçada, e se sente bem ao apontar os erros e defeitos dos outros... E ao mesmo tempo, se acham melhores, mais justas, e às vezes até mais humildes!!! Todos esses sintomas são típicos de quem se sente inseguro(a). É um mecanismo de defesa para que as outras pessoas acreditem que ele(a) é importante. É difícil conviver com pessoas assim, pois elas têm uma necessidade patológica de auto-afirmação. E o pior é que não percebem, ou não querem perceber... o que torna difícil uma melhora...
Assim eram os fariseus... Com toda a arrogância que lhes caracterizava, sentavam-se às primeiras cadeiras da festa. Quando Jesus percebeu, orientou-os a procurarem os últimos lugares da festa, para serem chamados, pelo dono da festa, a irem mais para perto dele; ao invés de terem que passar pela vergonha de ter que ceder o lugar para alguém mais importante.
Jesus ensinava pelo exemplo. Ele se fazia AMIGO dos seus discípulos. Não precisava de autoritarismo, pois estabeleceu uma relação de respeito mútuo, na qual os discípulos não se sentiam obrigados a nada, nem se sentiam em dívida com Ele... Jesus era o Mestre e Senhor, mas se fazia igual a eles... Assim devemos ser: quanto maior o cargo que ocupamos, mais acessíveis. Gosto sempre de falar dos professores que tive, e que se mostravam acessíveis... Eles foram os melhores professores, pois ensinaram além do conteúdo dos livros, ensinaram a viver... POIS QUANTO MAIS ADMIRAMOS UMA PESSOA, MAIS ESCUTAMOS O QUE ELA TEM A DIZER... Portanto, que nada seja motivo para nos sentirmos superiores, mas que usemos nossa influência para nos colocarmos a serviço de quem nos admira, e de quem precisa de nós.
Hoje Jesus nos ensina que devemos ser humildes, e dar sem esperar recompensa. Então, quando fizermos algo por alguém, que tomemos cuidado para que esse alguém não se sinta em dívida conosco, pois como já dizia o saudoso Padre Léo, da Canção Nova, cada vez que recebemos a recompensa dos nossos atos aqui na terra, deixamos de receber a recompensa de Deus nos Céus...

(jailsonfisio@hotmail.com)








VÍDEO DA SEMANA

A mística do Coração de Jesus - Pe. Fábio de Melo



https://www.youtube.com/watch?v=jeRWKYQiK1o








MOMENTO DE REFLEXÃO


Não existe um mau abraço, somente bons e ótimos abraços
Os abraços são dietéticos (só engordam a alma) e não causam câncer ou cáries...
Os abraços são totalmente naturais (principalmente os que vem do coração). Não contém conservantes, ingredientes artificiais ou pesticidas...
Os abraços são: livres de colesterol, adoçados naturalmente com ingredientes disponíveis na natureza e não industrializados e são totalmente recicláveis...
Os abraços são fáceis de transportar e não necessitam baterias...eles estão dentro de nós!!!
Os abraços estão isentos de impostos, totalmente regeneráveis e auto-suficientes energeticamente...quanto mais os usamos...mais se multiplicam!!!!!
Os abraços são seguros em qualquer clima...(tem calor próprio)
Na verdade, os abraços são especialmente aconselháveis para dias frios e chuvosos
Os abraços são especialmente eficazes em tratamentos de problemas como: pesadelos, solidão, enfermidades, perda de um ente querido, depressão das segundas-feiras...
Nunca deixe para amanhã se podes abraçar alguém hoje, porque quando dás um abraço em alguém, no mesmo instante estás recebendo outro de volta....!!!!!!!
O que está esperando para dar e receber um presente como um abraço...?????




Diário de Sábado 27/08/2016


Sábado, 27 de agosto de 2016


“Para saber quantos amigos você tem, dê uma festa. Para saber a qualidade deles, fique doente.”



EVANGELHO DE HOJE
Mt 25,14-30

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.­
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor!


“O Reino dos Céus é também como um homem que ia viajar [...] Chamou os seus servos e lhes confiou os seus bens: a um, cinco talentos, a outro, dois e ao terceiro, um – a cada qual de acordo com sua capacidade. Em seguida viajou. O servo que havia recebido cinco talentos saiu logo, trabalhou com eles e lucrou outros cinco. [...], o que havia recebido dois lucrou outros dois. Mas o que havia recebido um só, foi cavar um buraco na terra e escondeu o dinheiro [...] Depois de muito tempo, o senhor voltou e foi ajustar contas com os servos. O que havia recebido cinco talentos entregou-lhe mais cinco, dizendo: ‘Senhor,[...]. Aqui estão mais cinco que lucrei’. O senhor lhe disse: ‘Parabéns, servo bom e fiel! Como te mostraste fiel na administração de tão pouco, eu te confiarei muito mais. Vem participar da alegria do teu senhor!’ Chegou o que havia recebido dois talentos e disse: ‘Senhor,(...]. Aqui estão mais dois que lucrei’. O senhor lhe disse: ‘Parabéns, servo bom e fiel! Como te mostraste fiel na administração de tão pouco, eu te confiarei muito mais. Vem participar da alegria do teu senhor!’ Por fim, chegou aquele que havia recebido um só talento, e disse: ‘Senhor, sei que és um homem severo, pois colhes onde não plantaste e ajuntas onde não semeaste. Por isso fiquei com medo e escondi o teu talento no chão. Aqui tens o que te pertence’. O senhor lhe respondeu: ‘Servo mau e preguiçoso! [...] devias ter depositado meu dinheiro no banco, para que, ao voltar, eu recebesse com juros [...]. Em seguida, o senhor ordenou: [...] ‘Quanto a este servo inútil, lançai-o fora, nas trevas. Ali haverá choro e ranger de dentes!’”

www.paulinas.org.br/diafeliz
  



Palavra da Salvação
Glória a vós Senhor.






MEDITAÇÃO DO EVANGELHO
Fr. Lucas Emanuel Almeida. CSsR

A Palavra de Deus nos apresenta uma parábola. Jesus sempre contava parábolas quando queria simplificar e fazer entender, em formas metafóricas, a lógica da vivência do amor e da construção do Reino de Deus. Hoje, ele nos fala de TALENTOS!
 O que são TALENTOS? Talentos são dons que recebemos gratuitamente das mãos generosas de Deus. Isso significa que todos temos dons e, por isso, a parábola quer mostrar que não podemos escondê-los. Talento não é para se esconder, talento é serviço a se fazer!
No texto encontramos três exemplos: aquele que recebeu cinco talentos, o que recebeu dois e o que recebeu apenas um. O que havia recebido cinco, conquistou mais cinco; da mesma forma o que tinha dois, conquistou mais dois e aquele que tinha um deixou que o MEDO o “cegasse” e nada fez com o talento que recebeu, apenas o enterrou e nada conquistou.
Quando o patrão retornou, percebeu que os dons foram multiplicados e se alegrou com isso dizendo: “Servo bom e fiel... será lhe confiado muito mais” e disse ainda: “Vem participar da minha alegria”. O patrão se entristeceu apenas com a COVARDIA daquele que enterrou o dom que recebeu não sendo capaz de cultivá-lo.
Perceba que o importante na parábola de Jesus não é, de forma nenhuma, a quantidade de talentos, uma vez que o patrão se alegrou porque viu que eles frutificaram!
Esse patrão é o próprio Deus que, ao nos criar, cumulou-nos de muitos talentos.
Se você ainda não conhece seus dons, não deixe de conhecê-los e desfrute deles fazendo-os multiplicar. Lembre-se: não importa a quantidade de dons, o importante é que você não deixe o MEDO tirá-los de suas mãos. Confie em Deus e em suas próprias capacidades! Você pode ser bem melhor do que você imagina!

ONDE ESTÃO OS SEUS TALENTOS? Não deixe de encontrá-los e colocá-los a serviço, pois o Reino de Deus se constrói a partir de nossos dons que, unidos, são capazes de grandes mudanças.

lc_viola@yahoo.com.br









CASA, LAR E FAMÍLIA

Microondas: utilidades que não conhece


Das invenções  que vieram para só facilitar a nossa vida, o microondas é sem dúvida umas das melhores . Além da rapidez para aquecer, descongelar e até cozinhar pratos inteiros, ele ainda tem a vantagem de ocupar pouco espaço, ser fácil de usar e estar cada vez mais barato. E o melhor: tem usos que muita gente ainda não conhece e que podem facilitar ainda mais o dia-a-dia de quem não tem muito tempo pra perder. Veja essas dicas!

1-Limpar esponjas de louça – para desinfetar e desodorizar uma esponja, coloque um pouco de água com vinagre ou sumo de limão em cima dela e leve ao micro-ondas por um minuto. Na hora de retirar a esponja, use luvas para evitar queimaduras.

2-Desinfectar tábua plástica de carne – depois que a tábua estiver bem limpa, esfregue um pedaço de limão sobre ela e leve ao micro por um minuto.


3-Cozinhar batatas – fure toda a batata com um garfo e leve ao microondas por dois minutos. Depois vire e programe mais dois minutos. Para fazer um purê, aqueça o leite no próprio microondas antes de misturá-lo com as batatas.


4-Descristalizar mel – cubra o pote de mel e coloque no microondas na potência média entre 30 segundos e um minuto.


5-Acelerar fermentação de massas – 15 minutos no micro são capazes de acelerar o processo de fermentação de pães. Coloque a massa em um recipiente grande, cubra , coloque o recipiente sobre um prato com água e abaixe a potência ao mínimo possível. Aqueça três minutos, deixe descansar outros três, aqueça três minutos novamente e descanse mais seis minutos.


6-Aquecer kits de primeiros socorros – o microondas também pode ser usado para aquecer pacotes de gel contra dores de cabeça e bolsas de sementes.


7-Aquecer cosméticos – a cera de depilação e as máscaras faciais, entre outros produtos, podem ser levados ao microondas sem problema.


8-Assar alho – no forno  gastaria 45 minutos, mas no microondas é possível obter o mesmo resultado em oito. Corte a parte de cima da cabeça para expor os dentes, ponha os alhos em um recipiente com sal e pimenta e regue com azeite. Adicione duas colheres de sopa de água no fundo do recipiente, cubra com plástico e leve para cozinhar em potência média por sete minutos e meio.


9-Tirar mais sumo de frutas cítricas –  Limas e limões podem dar mais e mais facilmente sumo. Bastam colocar 20 segundos no microondas antes espremer.


10-Torrar castanhas e coco – vai gastar apenas 1/4 do tempo que usaria no fogão se tiver microondas em casa. Basta programar cerca de dois a três minutos na potência máxima.


11-Cozinhar vegetais – não é preciso usar água fervente para cozinhar vegetais no microondas. Basta colocar os legumes em um prato, de preferência uns sobre os outros, cobrir com uma tampa e cozinhar em alta potência. O tempo varia, por isso é importante ir conferindo a consistência. Cogumelos e espinafre levam 30 segundos, enquanto cenouras, por exemplo, demoram quatro minutos para ficarem prontas.
Para cobrir o que coloca no micro ondas use a tampa especifica para isso.







MOMENTO DE REFLEXÃO

A felicidade é um susto. Chega na calada da noite, na fala do dia, no improviso das horas. Chega sem chegar, insinua mais que propõe... Felicidade é animal arisco. Tem que ser admirada à distância porque não aceita a jaula que preparamos para ela. Vê-la solta e livre no campo, correndo com sua velocidade tão elegante é uma sublime forma de possuí-la.
Felicidade é chuva que cai na madrugada, quando dormimos. O que vemos é a terra agradecida, pronta para fecundar o que nela está sepultado, aguardando a hora da ressurreição.
Felicidade é coisa que não tem nome. É silêncio que perpassa os dias tornando-os mais belos e falantes. Felicidade é carinho de mãe em situação de desespero. É olhar de amigo em horas de abandono. É fala calmante em instantes de desconsolo.
Felicidade é palavra pouca que diz muito. É frase dita na hora certa e que vale por livros inteiros.
Eu busco a frase de cada dia, o poema que me espera na esquina, o recado de Deus escrito na minha geladeira... Eu vivo assim... Sem doma, sem dona, sem porteiras, porque a felicidade é meu destino de honra, meu brasão e minha bandeira. Eu quero a felicidade de toda hora. Não quero o rancor, não quero o alarde dos artifícios das palavras comuns, nem tampouco o amor que deseja aprisionar meu sonho em suas gaiolas tão mesquinhas.
O que quero é o olhar de Jesus refletido no olhar de quem amo. Isso sim é felicidade sem medidas. O café quente na tarde fria, a conversa tão cheia de humor, o choro vez em quando.
Felicidades pequenas... O olhar da criança que me acompanha do colo da mãe, e que depois, à distância ,sorri segura, porque sabe que eu não a levarei de seu lugar preferido.
A felicidade é coisa sem jeito, mas com ela eu me ajeito. Não forço para que seja como quero, apenas acolho sua chegada, quando menos espero.
E então sorrio, como quem sabe, que quando ela chega, o melhor é não dispersar as forças... E aí sou feliz por inteiro na pequena parte que me cabe.
O que hoje você tem diante dos olhos? Merece um sorriso? Não pense duas vezes...


Padre Fábio de Melo