Páginas


(clique abaixo para ouvir a música)

LITURGIA DIÁRIA

LITURGIA DIÁRIA - REFLEXÕES E COMENTÁRIOS

Diário de Sexta-feira 01/08/2014



Sexta-feira, 01 de agosto de 2014


“Você bloqueia seus sonhos quando permiti que o medo seja maior que sua fé!”


EVANGELHO DE HOJE
Mt 13,54-58

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor!


E voltou para a cidade de Nazaré, onde ele tinha morado. Ele ensinava na sinagoga, e os que o ouviam ficavam admirados e perguntavam:
- De onde vêm a sabedoria dele e o poder que ele tem para fazer milagres? Por acaso ele não é o filho do carpinteiro? A sua mãe não é Maria? Ele não é irmão de Tiago, José, Simão e Judas? Todas as suas irmãs não moram aqui? De onde é que ele consegue tudo isso?
Por isso ficaram desiludidos com ele. Mas Jesus disse:
- Um profeta é respeitado em toda parte, menos na sua terra e na sua casa.
Jesus não pôde fazer muitos milagres ali porque eles não tinham fé.


Palavra da Salvação
Glória a vós Senhor.






MEDITAÇÃO DO EVANGELHO
Padre Antonio Queiroz


Não é ele o filho do carpinteiro? Então, de onde lhe vem tudo isso?
Este Evangelho narra que Jesus não foi bem recebido na sua terra, Nazaré. E isso por um motivo totalmente inválido: ele era de lá, pertencia a uma família simples (pai carpinteiro) e não cursou faculdade.
Mas o motivo verdadeiro é porque ele pisava no calo; falava coisas que as pessoas não queriam ouvir, porque tocava na ferida delas, isto é, chegava ao seu pecado, que elas não queriam abandonar.
O profeta fala a palavra certa, na hora certa, do jeito certo e para a pessoa certa, sem estar preocupado em agradar os ouvintes. Isso é difícil de engolir, a não ser que a pessoa queira realmente se converter.
E o nosso pecado nos leva a transferir para os outros, problemas que são nossos. Em vez de aceitar seu erro, criticavam a Jesus. Quando nos simpatizamos com uma pessoa, aprovamos tudo o que ela fala ou faz. Mas uma pessoa que nos é antipática fala ou faz a mesma coisa, nós reprovamos. Como que os nossos julgamentos são subjetivos!
Tudo é motivo para condenar um profeta, até este: eu conheço a sua família e sei que ele não estudou. E a perseguição ao profeta é, às vezes, covarde. Criticamos porque ele ou ela tem o cabelo comprido ou curto, porque usa essa ou aquela roupa, porque reza ou porque não reza, porque é alegre ou porque é sério etc.
“E Jesus não fez ali muitos milagres, porque eles não tinham fé.” A fé é condição necessária para se receber uma graça de Deus. E o motivo principal da recusa a um profeta é a nossa falta de fé.
Os profetas, isto é, os líderes cristãos que são nossos vizinhos, e cujas famílias nós conhecemos, por si são melhores do que os desconhecidos, porque eles ou elas nos conhecem e podem dar o remédio certo, pois conhecem as nossas falhas. Também porque, sendo da nossa cidade ou bairro, fica mais fácil a continuidade do trabalho evangelizador.
Os fariseus colocavam sua segurança na Lei. Os saduceus colocavam sua segurança no dinheiro; eram todos latifundiários. E os sacerdotes colocavam a sua segurança no culto. Assim, nenhum deles precisava de Deus! Eram pessoas cheias de si mesmo e que se julgavam donas do próprio destino. O certo é nos esvaziarmos de tudo. “Esse povo me procura só de palavra, honra-me apenas com a boca, enquanto o coração está longe de mim. Seu temor para comigo é feito de obrigações tradicionais e rotineiras” (Is 29,13). “Este povo me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim” (Mt 15,8). “Na sua boca, tu (Senhor) estás presente, mas longe do coração” (Jr 12,2).
Deus nos fala de muitas maneiras: pelos profetas, pela Sagrada Escritura, por outros livros ou programas bons... Que estejamos abertos.
Hoje nós celebramos a festa de Santo Inácio de Loyola, o fundador da Ordem dos Jesuítas. Ele era espanhol e viveu no Séc. XVI. Toda a vida de Inácio foi maravilhosa. Mas nos chamam a atenção dois fatos:
Como jovem ele levava uma vida devassa, envolvido com bebidas, mulheres, jogo, boemia... Como era soldado, um dia foi gravemente ferido. Na hora da cirurgia, para mostrar a sua bravura, dispensou a anestesia. Após a cirurgia, teve de ficar muitos dias internado. Ele pedia romances de cavalaria para ler. Mas, ao invés disso, as Irmãs do hospital lhe davam vidas de santos. Inácio lia aqueles gestos heróicos dos santos e pensava: se eles puderam, por que não eu? As Irmãs deram para ele ler um livro intitulado: A lenda dourada, que narrava a vida de Jesus Cristo. Foi esse livro que mudou a vida de Inácio. Ao lê-lo, ele começou a comparar a sua vida fútil e vazia, com o grande ideal de Cristo, a serviço de Reino de Deus. Assim, aos poucos, ele foi redescobrindo aquele Jesus que conhecera quando criança, no catecismo da primeira comunhão. Tomou a firme resolução de trocar de carreira: em vez de defender reinos humanos, tornar-se soldado de Cristo, lutando pelo Reino de Deus. Logo que recebeu alta, foi ao santuário de Nossa Senhora do Monte Serrat e depositou sua espada aos pés da Virgem Maria. Depois, retirou-se para o meio do mato, num lugar solitário, e ali se entregou totalmente à oração, à leitura da Bíblia e à prática de penitências.
Outro fato que nos chama a atenção aconteceu quando ele estava no meio do mato, fazendo penitências. Um dia, enquanto caminhava, encontrou-se com um mendigo. Propôs ao mendigo uma troca das roupas. O pobre aceitou, claro. Na hora, os dois trocaram as roupas. E lá se foi Inácio vestido com as roupas do mendigo, e o mendigo com as de Inácio. Isso mostra bem o temperamento de Inácio. Ele era prático, não suportava ter boas idéias apenas na cabeça, mas queria executá-las logo. Que bom se nós ouvíssemos os profetas com esse tipo de postura!
Maria Santíssima é a Rainha dos profetas. Ela testemunhou corajosamente a verdade, com atitudes e com palavras, por exemplo, no hino Magnificat. E o principal: ela nos deu o maior profeta de todos os tempos: Jesus Cristo. Rainha dos profetas, e Santo Inácio, rogai por nós.
Não é ele o filho do carpinteiro? Então, de onde lhe vem tudo isso?





DICAS DE SAÚDE
Ressaltamos que as Dicas de Saúde enviadas por este Diário, não equivalem a uma receita médica; são apenas "dicas".  Os exames preventivos são sempre indispensáveis! Para mais informações consulte o seu médico.


Adicionar legenda
Benefícios do Raio Infravermelho longo


Cientistas japoneses conseguiram transformar em matéria prima o que existe de melhor no sol: o raio infra vermelho longo - a energia que para todos os organismos vivos é essencial. Você deve estar se perguntando como foi possível criar um produto que emitisse esta energia, com fusão em altas temperaturas: Pt (Platina), Al (Alumínio), Ti (Titânio), essa fusão resulta num coloidal que emite R.I.V.L. , uma radiação eletromagnética com comprimento de onda entre 4 e 14 microns metros conhecida como "luz da vida" ou raios vitais. Essas ondas são facilmente absorvidas pelo ser humano, animais e plantas, sendo capazes de ativar as funções celulares proporcionando melhor qualidade de vida.
Quais as vantagens do raio infra vermelho Longo?
No corpo humano as radiações de infra vermelho longo (raio IVL) estarão atuando na pele, quebrando os aglomerados de moléculas de água, melhorando a circulação sanguínea, eliminando as toxinas, impurezas e radicais livres, melhorando o metabolismo e sistema imunológico. Reduz o acido láctico (causador de fadiga muscular) aliviando dores, aumentando a flexibilidade. Diminui infecções e inflamações, acelerando a cicatrização. Fortalece os ossos. Auxilia na renovação celular, retardando o envelhecimento, deixando a pele mais bonita e saudável. Combate o stress e a tensão.
Como Funciona:
Nosso corpo é formado por 70% de água. A água e as substâncias orgânicas absorvem energia das radiações IVL mais rapidamente e de forma mais eficaz por possuírem freqüências similares. Como resultado, estas substâncias, quando expostas ao IVL se tornam "ativadas" ou "energizadas" e começam a vibrar vigorosa-mente, passando também a transmitir raios IVL ao seu redor, esta vibração acarreta um tipo de aquecimento molecular, por fricção, estas moléculas "aquecidas" tendem a diminuir sua atração à outras moléculas, impedindo assim a formação dos indesejáveis macro agrupamentos moleculares, chamados de "cluster". Os efeitos benéficos do IVL na saúde e no crescimento são devidos à sua habilidade segura de penetração profunda na superfície dos corpos vivos e por aumentar lentamente a temperatura das células. Este aumento de temperatura induz a um incremento no metabolismo dos organismos vivos. Em humanos, por exemplo, este aumento de temperatura ocorre de 3 a 5 cm abaixo da pele e causa a dilatação dos capilares. Os raios IVL aumentam a mobilidade dos fluídos do corpo devido à sua propriedade de impedir a formação de macro agrupamentos de oxigênio e conseqüentemente, estimulando nosso metabolismo como um todo.
As Três Principais Propriedades do Infra Vermelho Longo: O IVL possui 3 propriedades: radiação, penetração profunda e absorção por ressonância. Veja a relação destas três propriedades com os seres vivos:
Radiação : Significa que ele alcança o corpo humano da mesma forma que a luz. Por exemplo, a luz solar, que também é uma radiação, alcança o planeta atravessando a imensidão do espaço.
Penetração Profunda : O IVL alcança os tecidos subcutâneos de nosso corpo através de sua habilidade de penetração profunda, gerando um aquecimento molecular e conseqüentemente uma ativação nos tecidos vivos.
Absorção por ressonância : Uma vez o corpo exposto ao IVL, passa a existir uma vibração intrínseca nos componentes do corpo - água, proteínas, gordura, enzimas e o interior das moléculas - átomos e a estrutura dos átomos - todos estes elementos absorvem por ressonância a energia do IVL por possuírem a mesma freqüência. Este aumento da energia molecular é conhecida como "ressonância e absorção"
Quais são os Benefícios?
Os Benefícios na Beleza Física - Devido ao raio IVL do estimular os capilares, as células e os tecidos, e conse-qüentemente, melhorar o metabolismo, a pessoa poderá sentir a sua pele com mais elasticidade, firmeza e maciez.
Acelera a Taxa de Crescimento - Devido à estimulação das células e dos nervos, e ao subseqüente incremento no metabolismo, os raio IVL podem influenciar na taxa de crescimento dos organismos vivos.
Elimina a Fadiga - A maior causa da fadiga física é devida à inatividade das moléculas de água do corpo. A ineficiência na mobilidade dos fluidos do corpo afeta a circulação sangüínea, o suprimento de oxigênio e o metabolismo como um todo. Devido a habilidade do raio IVL de ativar e estimular as moléculas de água, o metabolismo é significantemente acelerado, eliminando a fadiga.
Melhora o Desempenho Físico e Reduz o Stress - O raio IVL estimula muitos nervos do cérebro. A estimulação destes nervos induz à produção de vários hormônios, entre eles os que influenciam no desempenho físico. Como conseqüência, melhora a eficiência em todas as atividades esportivas e físicas do ser humano, atuando no equilíbrio bioenergético corpóreo.

Fabio Caravieri Rosa - Professor da MPR







MOMENTO DE REFLEXÃO


Não espere o vento soprar na sua direção, nem corra atrás do vento.
A vida está dentro de você e viver este dia é o melhor que você pode fazer.
Não deixe alguém esperando pela sua palavra.
Abra o seu coração e olhe para a dor da humanidade.
Do seu lado pode estar alguém que sofre em silêncio.
Não se feche nem retenha as coisas boas.
Solte, libere a sua melhor parte.
Há muitas mãos estendidas, há muitos rostos chorando, há muitas vidas precisando de você.
Há dor no mundo!
Há fome!
Há luta!
Há dor sobretudo NA ALMA das pessoas.
Você pode, se você acha que pode.
Faça algo neste dia. . .
Pode ser que amanhã a sua palavra fique presa na garganta porque a morte se sobrepõe a vida.
Não retenha a sua fidelidade, o seu gesto de amor, a sua solidariedade, a sua amizade, o seu melhor sentimento.
Não sabemos o que nos espera no próximo minuto.
Uma existência toda se esvai num segundo determinante.
Faça a sua parte no mundo.
Não silencie, não se omita.
Pode ter certeza.
Algum coração neste momento bate por você, uma alma ferida precisa das suas palavras, um amigo espera seu gesto, um faminto espera o pão, um doente a cura, alguém que você nem conhece deseja intensamente estar vivo e no seu lugar.
Deus habita no meio daquele que tem o maior sentimento do universo:
O AMOR
“Nossas vidas só começam de fato quando percebemos que não adianta querer ser o maior e o melhor entre os homens, mas sim quando conseguirmos enxergar nas pequenas coisas que observamos, nos pequenos detalhes, as grandes verdades do universo e o fruto do amanhã, que contém a semente da sabedoria.”



Dulce Regina Breim

Diário de Quinta-feira 31/07/2014



Quinta-feira, 31 de julho de 2014


Alguns causam felicidade onde quer que vão, outros quando se vão. (Oscar Wilde)


EVANGELHO DE HOJE
Mt 13,47-53

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor!


Naquele tempo, disse Jesus à multidão: 47“O Reino dos Céus é ainda como uma rede lançada ao mar e que apanha peixes de todo tipo. 48Quando está cheia, os pescadores puxam a rede para a praia, sentam-se e recolhem os peixes bons em cestos e jogam fora os que não prestam.
49Assim acontecerá no fim dos tempos: os anjos virão para separar os homens maus dos que são justos, 50e lançarão os maus na fornalha de fogo. E aí, haverá choro e ranger de dentes. 51Com­preendestes tudo isso?” Eles responderam: “Sim”.
52Então Jesus acrescentou: “Assim, pois, todo mestre da Lei, que se torna discípulo do Reino dos Céus, é como um pai de família que tira do seu tesouro coisas novas e velhas”. 53Quando Jesus terminou de contar essas parábolas, partiu dali.


Palavra da Salvação
Glória a vós Senhor.






MEDITAÇÃO DO EVANGELHO
Alexandre Soledade


Recolhem os peixes bons em cestos e jogam fora os que não prestam.
Este Evangelho nos traz a parábola da rede lançada ao mar. A rede é a Santa Igreja que, em seu trabalho missionário, atrai milhares de pessoas ao santo batismo. Entretanto, muitos não obedecem aos mandamentos de Deus, por isso não pertencem ao Reino de Deus e vão, aos poucos, abandonando a vida em Comunidade. São os peixes que não prestam que Deus Pai joga fora.
“Recolhem os peixes bons em cestos.” Para que sejamos peixes bons, precisamos ler ou ouvir a Palavra de Deus com o coração aberto, colocando em prática, com generosidade, aquilo que aprendemos. A oração é prática fundamental para sermos bons filhos e filhas de Deus.
Nós temos esperança de sermos peixes bons, e assim não sermos “jogados fora”. Temos esperança, não certeza. No mundo, estamos misturados, maus e bons. Precisamos, além do esforço contínuo de conversão, ser sal, luz e fermento na massa, inclusive dentro da nossa família e da nossa Comunidade cristã.
“Todo mestre da Lei, que se torna discípulo..., é como um pai de família que tira do seu tesouro coisas novas e velhas.” Os mestres da Lei correspondem aos nossos catequistas. Eles tinham toda uma bagagem de sabedoria e de experiências colhidas do Antigo Testamento. Aqueles que se tornavam discípulos de Jesus ajuntavam as coisas novas que aprendiam de Jesus com as coisas velhas que já sabiam e faziam uma síntese, o que os tornava verdadeiros sábios.
Também nós vamos somar as nossas experiências do passado com as de hoje, visando a nossa santificação. Precisamos estar sempre abertos ao novo, mas sem jogar fora a sabedoria antiga. A nossa fé é viva e dinâmica; estamos sempre revendo, abandonando o que ficou caduco e dando um passo à frente. Dos mais velhos, nós aprendemos a riqueza da sabedoria acumulada por seus longos anos de vida; e dos mais novos, aprendemos as novas conquistas do mundo moderno.
“Os anjos virão para separar os homens maus dos que são justos, e lançando os maus na fornalha de fogo.” Aqui na terra, os maus e os bons estão misturados, mas não lá no céu. Haverá uma seleção rigorosa, que chamamos de juízo final. Nós pedimos a Deus que, nessa seleção, nós fiquemos do lado dos justos.
Havia, certa vez, um senhor que todos os dias, quando voltava do trabalho à tarde, antes de entrar na sua casa dirigia-se a uma árvore que havia na frente da casa e tocava nela com as duas mãos. Depois entrava. Um dia, ele veio com um amigo, que era colega de serviço, e, quase sem perceber, fez aquele gesto. Foi até a árvore, encostou as duas mãos nela, ficou um tempinho em silêncio, depois voltou e os dois entraram na casa. No dia seguinte, o amigo lhe perguntou por que ele havia feito aquilo. Ele explicou: “É que, no serviço, eu fico nervoso, tenso e não quero passar isso para a minha esposa e meus filhos. Com esse gesto, eu descarrego minhas tensões na árvore e entro em casa bem calmo”.
Na verdade, o que aquele homem fazia era uma auto-sugestão. Mas é válida. Nós não podemos descarregar nervosismos em quem não tem nada a ver com isso. Entretanto, muito mais eficaz que tocar numa árvore é recorrer a Deus pela oração. E uma boa dica é pedir o auxílio de Maria Santíssima. Se queremos ser peixes bons na rede do Senhor, um jeito fácil e copiar de Maria o seu jeito de ser discípula fiel do Senhor.
Maria Santíssima é a Mãe e modelo da Igreja, a Rainha do Céu e da terra. Que ela nos ajude a sermos peixes bons, a fim de que os anjos não nos excluam.
Recolhem os peixes bons em cestos e jogam fora os que não prestam.





MUNDO ANIMAL


Cão sem dono: o que fazer?


Uma triste realidade torna-se evidente a cada período de férias de verão, quando muitas famílias viajam: o crescimento da população de cães de rua. Apesar do entusiasmo inicial com a ideia de ter um bichinho em casa, muitas pessoas se arrependem de ter que criar um animal doméstico e acabam abandonando os peludos pelas ruas da cidade.
Para quem ama cachorros, é muito difícil cruzar com um animalzinho solitário pelas esquinas. E se a situação envolver uma ninhada de filhotes, pior ainda! O que fazer para ajudar nesses casos? Levar para casa? Deixar a cadela cuidar de suas crias na rua? Encaminhar para alguma organização de defesa dos animais?
“Antes de mais nada, a decisão passa por uma escolha pessoal do tipo de envolvimento que se está disposto a ter”, diz a veterinária Bárbara Nogueira, que atende no bairro da Lapa, em São Paulo. “A partir do momento em que alguém resolve levar um cãozinho para casa, ele precisa entender que criará um laço com aquele animal, tornando-se responsável por ele”, afirma.
A especialista recomenda que, após alimentar o cão, a primeira ação seja a de encaminhá-lo até uma assistência veterinária. Além de examinar e tratar possíveis machucados, o médico também vai aplicar vermífugo e vacinas no animal, cuidados essenciais para o peludo que andava pelas ruas, em contato com todos os tipos de germes. Essa medida também é importante principalmente para quem já tem outros cachorros em casa e pretende adotar o recém-encontrado, já que há risco de contágio entre os mascotes.
A partir daí, o próximo passo é partir para um bom banho no companheiro, cuidando bem de áreas do corpo como patas e orelhas, onde pode juntar mais sujeira. Fique atento para não machucar partes sensíveis, como o focinho! Em algumas situações, o pet pode estar assustado com a nova situação e, por isso, tornar-se agressivo. “Se não se sentir confortável para tratar o banho sozinho, é melhor procurar uma pet shop”, diz Bárbara.

Limpinho, alimentado e protegido. E agora?
Terminada a etapa de primeiros socorros, é hora de decidir: ficar ou não com o pequeno? Caso a decisão seja a de adotar o novo companheiro, há alguns cuidados específicos que devem ser respeitados. Segundo Bárbara Nogueira, primeiramente deve-se respeitar o ritmo do novo integrante da casa, evitando forçar rotinas e aproximação. “O animal precisa se sentir confortável e, aos poucos, criar confiança na família”, explica a médica. Para isso, um cômodo tranquilo é ideal para manter o bicho sossegado. Se houver outros pets na casa, evite aproximá-los nos primeiros dias.
No entanto, se os benfeitores não puderem manter o animal encontrado, a solução é buscar outros pais adotivos. Veterinários sempre aconselham a castrar o cão antes da doação, seja para novos tutores, seja para instituições de proteção aos animais.
Infelizmente, as organizações que se dedicam a cuidar de bichos domésticos abandonados enfrentam o mesmo problema: superlotação e falta de recursos para manter a matilha. Por isso, as associações existentes pedem para quem recolher cães nas ruas não apenas dar a assistência inicial ao peludo, mas também se engajar na adoção. Fotografar o pet e divulgar para amigos nas redes sociais também é uma alternativa fácil e bastante comum. Outras opções são as feiras de adoção de animais e sites próprios para anúncio de cães.
Entidades e sites para buscar orientação sobre adoção:
- Animal SOS
- Associação Paulista de Auxílio aos Animais (APPA)
- Central de Adoção Animal
- Projeto Esperança Animal
- União Sem Raça Definida





MOMENTO DE REFLEXÃO


Conta uma lenda que Deus convidou um homem para conhecer o céu e o inferno.
Foram primeiro ao inferno.
Ao abrirem uma porta, o homem viu uma sala em cujo centro havia um caldeirão de substanciosa sopa e à sua volta estavam sentadas pessoas famintas e desesperadas.
Cada uma delas segurava uma colher, porém de cabo muito comprido, que lhes possibilitava alcançar o caldeirão mas não permitia que colocassem a sopa na própria boca.
O sofrimento era grande.
Em seguida, deus levou o homem para conhecer o céu.
Entraram em uma sala idêntica à primeira: havia o mesmo caldeirão, as pessoas em volta e as colheres de cabo comprido.
A diferença é que todos estavam saciados.
Não havia fome, nem sofrimento.
Eu não compreendo, disse o homem a Deus, por que aqui as pessoas estão felizes enquanto na outra sala morrem de aflição, se é tudo igual?
Deus sorriu e respondeu:
Você ainda não percebeu?
É porque aqui eles aprenderam a dar comidas uns aos outros.
Temos situações que merecem profunda reflexão:
Egoísmo:
As pessoas no "inferno" estavam altamente preocupadas com a sua própria fome, impedindo que se pensasse em alternativas para equacionar a situação;
Criatividade:
Como todos estavam querendo se safar da situação caótica que se encontravam, não tiveram a iniciativa de buscar alternativas que pudessem resolver o problema;
Equipe:
Se tivesse havido o espírito solidário e ajuda mútua, a situação teria sido rapidamente resolvida.
Dificilmente o individualismo consegue transpor barreiras.
O espírito de equipe é essencial para o alcance do sucesso.
Uma equipe participativa, homogênea, coesa, vale mais do que um batalhão de pessoas com posicionamentos isolados.
Isso vale para qualquer área de sua vida, especialmente a profissional.
E, lembre-se sempre.

A alegria faz bem à saúde; estar sempre triste é morrer aos poucos.

Diário de Quarta-feira 30/07/2014


Quarta-feira, 30 de julho de 2014


"É possível repousar sobre qualquer dor de qualquer desventura, menos sobre o arrependimento. No arrependimento não há descanso nem paz, e por isso é a maior ou a mais amarga de todas as desgraças."
( Giacomo Leopardi )



EVANGELHO DE HOJE
Mt 13,44-46

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor!


- O Reino do Céu é como um tesouro escondido num campo, que certo homem acha e esconde de novo. Fica tão feliz, que vende tudo o que tem, e depois volta, e compra o campo.
- O Reino do Céu é também como um comerciante que anda procurando pérolas finas. Quando encontra uma pérola que é mesmo de grande valor, ele vai, vende tudo o que tem e compra a pérola.   

Palavra da Salvação
Glória a vós Senhor.






MEDITAÇÃO DO EVANGELHO
Alexandre Soledade


Bom dia!
Gostaria de começar recordando que ontem lancei uma pergunta partindo do dialogo de Jesus com o Jovem rico: O que falta ainda?
O evangelho de ontem e o de hoje nos convidam à auto-análise. O de hoje enfatiza o de ontem por ser uma continuação natural do dialogo de Jesus com seus discípulos.
Reparem que Pedro fica inquieto com a fala de Jesus. A palavra o faz vibrar, se incomodar, (…).Talvez um misto de medo e desconfiança: “Será que até nós, seus discípulos, não seremos salvos”? Essa pergunta poderia pairar por seus pensamentos tranquilamente. Não conheciam ou concebiam plenamente a natureza divina de Jesus.
O posicionamento do Senhor me lembra uma frase de Dom Bosco que, dentre outras técnicas pedagógicas, dizia que existe uma corda que vibra dentro de cada um, bastando apenas que a encontremos. Jesus conseguia fazer isso com muita maestria. Ele tocava em aspectos especiais que por vezes queremos esconder.
Não dá pra ocultar um elefante num gramado de futebol. Talvez essa seja essa a forma que tentamos esconder nossas mazelas e imperfeições (elefantes) dos olhos atentos do Senhor. De tempos em tempos Ele também nos faz vibrar, ou seja, refletir. Essas situações nos mantém atento, pois não estamos prontos e tão pouco acabados.
Quanto mais erros temos, mais devemos apresentá-los sem receios a Deus. É rolando na areia que o passarinho retira os parasitas que vivem entranhados na sua penugem. Não é fugindo, se escondendo das correções que irei crescer. Tai a importância de se viver em comunidade. O irmão que cresce a nosso lado, por mais difícil que seja colabora para nosso crescimento através de seus comentários e criticas.
As criticas mais duras, por mais que nos abalem no primeiro momento, nos despertam para a vigilância, o zelo e a construções mais minuciosas.
“(…) Meu filho, se me ouvires com atenção, serás instruído; se submeteres o teu espírito, tornar-te-ás sábio. Se me deres ouvido, receberás a doutrina. Se gostares de ouvir, adquirirás a sabedoria. Permanece na companhia dos doutos anciãos, une-te de coração à sua sabedoria, a fim de que possas ouvir o que dizem de Deus, e não te escapem suas louváveis máximas“. (Eclesiástico 6, 33-35)
Aprendemos a fugir das correções. Não podemos fazer isso.
Quem coordena, está a frente, lidera, (…) deve aprender a ouvir por mais que lhe pareça absurdo o que é dito. Talvez até seja, mas precisamos estar atentos, pois após a tempestade, alguma brisa leve, um vento impetuoso, pode soprar daquela discussão que suscite o que realmente Deus deseja.
Temos irmãos e irmãs que sucumbiram na tristeza como o jovem rico por não querer ouvir. Ministérios de música, pregadores, padres, religiosos que odeiam ser repreendidos justificando que o padre, a liturgia, o coordenador do CPC, (…) é que esta “cortando a ação do Espírito Santo”. Muitos desses alegam que a igreja sofre pelas podas que recebem, mas na verdade, esses irmãos “manés” apenas aumentam o capim em volta dos seus elefantes.
Tem que arrumar um culpado desde que não tenha que assumir a sua própria culpa! (hunf!)
Ai entra a auto-análise do evangelho: E EU?
Vi recentemente um padre sendo preso no Paraná porque estava alcoolizado. Talvez Jesus tenha dito a Ele no silencio de sua cela “(…) aquele que, por causa de mim e do evangelho, deixar casa, irmãos, irmãs, mãe, pai, filhos ou terras, receberá muito mais, ainda nesta vida. Receberá cem vezes mais casas, irmãos, irmãs, mães, filhos, terras e também perseguições. E no futuro receberá a vida eterna”. Portanto Levante! Exponha a Deus o seu elefante e peça a força para continuar.
Um imenso abraço fraterno.




CURIOSIDADES


Quanto o Brasil desperdiça de água?


No Brasil, cerca de 40% de toda a água é jogada fora. Nosso país perde, por ano, R$ 7,4 bilhões por falta de infraestrutura relacionada ao uso da água, falta de investimentos e falta de manutenção dos sistemas de distribuição.

A atual rede de distribuição de água do Brasil perde 32,1% da água com falhas técnicas e desvios ilegais. O Estado do Amapá é líder em desperdício, com uma taxa de 73,3% de desperdício.

Na prática, quase um trilhão de litros de água são desperdiçados apenas pelas redes de distribuição de São Paulo. Esses dados nos fazem entender a atual crise de abastecimento que a região sudeste do Brasil vive nos dias atuais.

Hoje, o governo busca formas de racionamento de água. O Estado de São Paulo, um dos mais afetados pelo problema, vive a maior seca dos últimos 80 anos e, ainda assim, desperdiça muita água.

Apenas a água que é perdida no sistema de distribuição daria para preencher 263 mil piscinas olímpicas. Por dia, o consumo médio dos moradores de São Paulo é de 183,1 litros de água.

O Sistema Cantareira apresenta hoje o menor nível em duas décadas. A Sabesp, companhia de água do Estado de São Paulo, afirma que o consumo de água aumentou muito por conta do crescimento desordenado das periferias, especialmente na região metropolitana de São Paulo.

Para fins comparativos, na Europa e nos Estados Unidos, a taxa de desperdício de água varia em torno de15%. Na cidade de Tóquio, considerada modelo no controle de perdas do recurso natural, a porcentagem é de apenas de 5%.

Para especialistas, o combate ao desperdício deve ter várias frentes, incluindo a educação e conscientização dos consumidores e distribuidoras.

SitedeCuriosidades.com:




MOMENTO DE REFLEXÃO


Por que você liga tanto para coisas que não deveriam incomodar?
Por que temos esse estranho jeito de querer resolver tudo?
As vezes até o que não é do nosso meio, nem da nossa capacidade.
Nos perdemos em discussões tolas, esforços em vão, suor a toa.
Para o nada...

Perdemos um tempão com coisas bobas, brigas tolas.
Discutimos muito para saber quem tem razão.
Lógico que, querendo sempre ter a razão.

E assim, perdemos tempo precioso, perdemos amigos, amores, conhecidos.
Tudo porque queremos ter a razão, reafirmar que somos "superiores".

O que realmente importa é fazer o que nos faz bem e que pode ser repartido, compartilhado, dividido com outros.

Não perca saúde, alegria, vida e amigos discutindo o vazio.
Melhor é ter emoção, coração do que razão.
A razão passa, se perde.
A emoção pode ser eterna.



Paulo Roberto Gaefke

Diário de Terça-feira 29/07/2014



Terça-feira, 29 de julho de 2014


“Você não pode evitar que os problemas batam à sua porta, mas não há necessidade de oferecer-lhes uma cadeira” (Joseph Joubert)


EVANGELHO DE HOJE
Jo 11,19-27 ou Lc 10,38-42

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo João.
— Glória a vós, Senhor!


E muitas pessoas tinham vindo visitar Marta e Maria para as consolarem por causa da morte do irmão. Quando Marta soube que Jesus estava chegando, foi encontrar-se com ele. Porém Maria ficou sentada em casa. Então Marta disse a Jesus:
- Se o senhor estivesse aqui, o meu irmão não teria morrido! Mas eu sei que, mesmo assim, Deus lhe dará tudo o que o senhor pedir a ele.
- O seu irmão vai ressuscitar! - disse Jesus.
Marta respondeu:
- Eu sei que ele vai ressuscitar no último dia!
Então Jesus afirmou:
- Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim nunca morrerá. Você acredita nisso?
- Sim, senhor! - disse ela. - Eu creio que o senhor é o Messias, o Filho de Deus, que devia vir ao mundo.



Palavra da Salvação
Glória a vós Senhor.






MEDITAÇÃO DO EVANGELHO
Alexandre Soledade


Bom dia!
No Evangelho de Lc 10,38-42 (Jesus visita Marta e Maria) narrava a inquietação de uma irmã (MARTA) contrapondo-se com a contemplação amorosa da outra (MARIA). É fato que apenas Lucas e João narram passagens em que essa duas mulheres cruzam a vida de Jesus, mas é sabido também que nos poucos momentos que Jesus buscou o descanso, era na casa delas e de seu amigo Lázaro que Jesus encontrava um abrigo seguro.
Reparem, é outro momento e outra situação.
Naquela narrada em  Lc 10,38-42, vemos uma Marta atribulada com os afazeres e Maria prostrando-se aos pés do Senhor. Muita gente para nessa reflexão, mas convido a reparar o que aconteceu no evangelho de hoje: Dessa vez foi Marta que buscou ao Senhor enquanto Maria ficou a parte. “(…) Quando Marta soube que Jesus estava chegando, foi encontrar-se com ele. Porém Maria ficou sentada em casa“.
Um dia pode ser totalmente diferente do outro… Lembremo-nos: outro momento, outra situação.
Quantas pessoas de fé e testemunho de vida certo dia foram surpreendidas pela apatia da sensação de impotência em virtude de um fato, uma situação, uma tragédia? Quantas tempestades surgiram “do nada” sucumbindo até mesmo aqueles que já se consideravam maduros na fé? Maria, aquela que um dia se pôs aos pés do Senhor em contemplação, vivia talvez um dia sem esperança.
Saibam que esse deve ser um dos motivos que levam muitas pessoas de fé a abandonar tudo que um dia acreditaram, construiram e pregaram a viver uma vida ermitã pelo mundo. Na dor esquecemos os processos naturais da vida e as leis que regem a natureza.
Lázaro, mais adiante é ressuscitado por Jesus, mas inevitavelmente um dia morreria. Assim como hoje sou curado por Deus, um dia, retornando aos velhos hábitos ou com o avançar dos dias e dos anos, fatalmente voltariam os problemas respeitando assim a fisiologia natural do nosso envelhecimento. Lembre-se que Jesus sempre nos faz voltar melhor após encontrá-lo.
O que Marta encontrou em meio à dor da perda do seu irmão? A PAZ!
Enquanto Maria demonstrava o abatimento natural daquele que perdeu uma batalha, Marta, a que não parava, dessa vez fez a escolha certa e também não lhe foi retirada “(…) Se o senhor estivesse aqui, o meu irmão não teria morrido! Mas eu sei que, mesmo assim, Deus lhe dará tudo o que o senhor pedir a ele”.
Portanto se o momento de agora é diferente do seguinte é importante entender que existem altos e baixos que deverão ser encarados com naturalidade e perseverança na fé. Dificilmente ficaremos o tempo inteiro no monte (contemplativo, na graça, flutuando) e também o tempo inteiro na planície (aridez, tibieza, secura), se conseguimos ver isso passaremos a entender que os tropeços são inerentes ao ato de caminhar, mas cada um é livre pra escolher por onde e que terreno deseja aprender a fazê-lo.
Um dia após o outro, mas em todos, independentemente se ensolarado ou chuvoso, rendamos graças a Deus e Nele busquemos forças e um espírito perseverante. Davi entendeu profundamente esse pensamento.
“(…) É em vós, Senhor, que procuro meu refúgio; que minha esperança não seja para sempre confundida. Por vossa justiça, livrai-me, libertai-me; inclinai para mim vossos ouvidos e salvai-me. Sede-me uma rocha protetora, uma cidadela forte para me abrigar: e vós me salvareis, porque sois meu rochedo e minha fortaleza. Meu Deus, livrai-me da mãos do iníquo, das garras do inimigo e do opressor, porque vós sois, ó meu Deus, minha esperança. Senhor, desde a juventude vós sois minha confiança. Em vós eu me apoiei desde que nasci, desde o seio materno sois meu protetor; em vós eu sempre esperei. Tornei-me para a turba um objeto de admiração, mas vós tendes sido meu poderoso apoio. Minha boca andava cheia de vossos louvores, cantando continuamente vossa glória. Na minha velhice não me rejeiteis, ao declinar de minhas forças não me abandoneis”. (Salmo 70, 1-9)
Santa Marta, ensina-nos a ver vida, a esperança e a chance e esquecer a morte, o desânimo e o fim.
Um imenso abraço fraterno.





VIDA SAUDÁVEL


Higiene do sono inadequada


Prevenir é a palavra de ordem da medicina atual.
A maioria dos adolescentes têm um sono tão bom que nos faz crer que para dormir basta atirar-se a qualquer hora em qualquer sofá.
Após os 35 anos, porém, o sono vai se tornando frágil e passa a exigir mais cuidados.
As regras de higiene do sono são para ajudar você a obter o máximo benefício de suas horas de sono. Infelizmente elas não funcionam para todos, principalmente para quem está nos extremos de idade ou sofrendo de distúrbio do sono ou problema de saúde. Se elas não funcionarem para você, procure as páginas sobre insônia e sonolência, veja se tem distúrbio do sono e faça os testes para tentar chegar ao seu diagnóstico.
Anote tudo sobre seu sono em um diário do sono e converse com seu médico. A falta de higiene do sono é incompatível com a manutenção de sono de boa qualidade e alerta completo diurno. A queixa de quem cuida mal do sono pode ser tanto de insônia como de sonolência excessiva (teste sua sonolência).
Alguns maus hábitos são: .
Horários variáveis de deitar e levantar; .
Permanecer períodos freqüentes e longos na cama; .
Uso rotineiro de produtos contendo álcool, tabaco ou cafeína antes de deitar; . Exercícios próximos da hora de deitar; .
Envolver-se em atividades excitantes ou emocionalmente perturbadoras muito próximo da hora de deitar; .
Uso freqüente da cama para atividades como assistir televisão, ler, estudar, comer; .
Dormir em cama desconfortável, colchão de má qualidade, cobertas inadequadas, etc; .
Permitir que o quarto de dormir seja excessivamente iluminado, abafado, desordenado, quente, frio ou que, de alguma forma, não convide ao sono; .
Desempenhar atividades que exijam alto nível de concentração imediatamente antes de deitar; .
Permitir que ocorram na cama atividades mentais como pensar, planejar, relembrar, etc.
Os estudos em Laboratórios do Sono permitiram separar os fatos com base científica das opiniões que eram simples mitos. Alguns conselhos você não pode deixar de conhecer. Hoje está claro que o sono não é apenas um desligamento do cérebro para seu descanso mas sim um estado ativo, cíclico, complexo e mutável com profundas repercussões sobre o funcionamento do corpo e da mente na vigília do dia seguinte. O sono não é diferente do exercício ou de outros estados da vida. Exige uma preparação, ambiente adequado e a mente livre de preocupações.
Fonte: Clínica do Sono Dr. Denis Martinez





MOMENTO DE REFLEXÃO


A gente tem um nível de exigência absurdo em relação à vida, queremos que absolutamente  tudo dê certo, e às vezes, por aborrecimentos mínimos, somos capazes de  passar um dia inteiro de cara amarrada.
Dou um exemplo trivial, que acontece todo dia na vida da gente...
É quando um vizinho estaciona o carro muito encostado ao seu na garagem, ou pode ser na vaga do estacionamento do shopping.
Em vez de simplesmente entrar pela outra porta, sair com o carro e tratar da sua vida, você bufa, pragueja, esperneia e estraga o que resta do seu dia.
Eu acho que esta história de dois carros alinhados, impedindo a abertura da porta do motorista, é um bom exemplo do que torna a vida de algumas pessoas melhor, e de outras, pior.
Tem gente que tem a vida muito parecida com a de seus amigos, mas não entende por que eles parecem ser tão mais felizes.
Será que nada dá errado pra eles?
Dá aos montes.
Só que, para eles, entrar pela porta do lado, uma vez ou outra, não faz a menor diferença.
O que não falta neste mundo é gente que se acha o último biscoito do pacote.
Que audácia contrariá-los!
São aqueles que nunca ouviram falar em saídas de emergência:
Fincam o pé, compram briga e não deixam barato.
Alguém aí falou em complexo de perseguição? Justamente. O mundo versus eles.
Eu entro muito pela outra porta, e às vezes saio por ela também.
É incômodo, tem um freio de mão no meio do caminho, mas é um problema solúvel. E como esse, a maioria dos nossos problemões podem ser resolvidos assim, rapidinho.
Basta um telefonema, um e-mail, um pedido de desculpas, um deixar  barato.
Eu ando deixando de graça...
Pra ser sincero vinte e quatro horas têm sido pouco pra tudo o que eu tenho que fazer, então não vou perder ainda  mais tempo ficando mal-humorado.
Se eu procurar, vou encontrar dezenas de situações irritantes e gente idem. Pilhas de pessoas que vão atrasar meu dia.
Então eu uso a porta  do lado e vou tratar do que é importante de fato.
Eis a chave do mistério, a fórmula da felicidade, o elixir do bom humor, a razão por que parece que tão pouca coisa na vida dos outros dá errado.
Quando os desacertos da vida ameaçarem o seu bom humor, não estrague o seu dia... Use a porta do lado e mantenha a sua harmonia.
Lembre-se, o humor é contagiante, para o bem e para o mal.
Sorria, e contagie todos ao seu redor com a sua alegria.
 A Porta do  lado pode ser uma boa entrada ou uma boa saída...
Experimente!



Autoria: Dr. Dráuzio Varella